Segunda, 12 Junho 2017 12:24

Reitoria da Unifesp toma posse

Nova gestão pretende consolidar a expansão da universidade, ampliar a atuação nas áreas de Direitos Humanos e Cultura e fortalecer ainda mais a Educação e a assistência estudantil

Por Ana Cristina Cocolo e Mariane Santos 

Cerimônia de posse da Reitoria da Unifesp para o quadriênio 2017-2021
Cerimônia de posse da Reitoria da Unifesp para o quadriênio 2017-2021

Na manhã do dia 9 de junho, a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) oficializou a posse de reitora à Soraya Soubhi Smaili, para o quadriênio 2017-2021, juntamente com o vice, Nelson Sass. Soraya assume, dessa forma, seu segundo mandato no cargo. A cerimônia aconteceu no anfiteatro Marcos Lindenberg, do Campus São Paulo.

O evento foi presidido por Caden Souccar, professora titular da Unifesp e chefe do Departamento de Farmacologia, responsável por entregar a pelerine branca – exclusiva do cargo de reitor – e o colar reitoral – que simboliza a união das diferentes unidades universitárias na sua tríplice missão de ensinar, pesquisar e estender serviços à comunidade –, após a leitura do termo de posse já assinado pelo ministro da Educação, José Mendonça Filho.

Durante o discurso de abertura, Caden salientou o empenho e a dedicação da atual reitora em sua trajetória profissional, bem como sua coragem frente às representações de docentes e força na defesa de suas convicções. “Como membro do Conselho Universitário, tenho acompanhado seu trabalho e empenho, assim como de toda sua equipe, em melhorar nossas condições de ensino, pesquisa e extensão e posicionar a Unifesp entre as melhores instituições nacionais e, porque não, internacionais, mesmo em situações difíceis como as enfrentadas em sua recondução ao cargo”.

A vice-reitora, Valéria Petri, que cessa seu mandato e compôs a mesa juntamente com Caden, Soraya Smaili e Nelson Sass, falou, em seu discurso, que, após cinco décadas dentro da universidade, é grata às pessoas que fazem essa máquina funcionar e que foi uma honra participar da primeira gestão.

Foram convidados para saudar o vice-reitor e a reitora eleitos, os mestres de cerimônia e professores titulares da Unifesp, Luiz Kulay Junior e Olgária Chain Feres Matos, que reforçaram a competência profissional de Soraya Smaili e Nelson Sass. “A reeleição de Soraya atesta a confiança confirmada em sua gestão, que coloca, no centro de nossa universidade, a confiança na palavra e no diálogo”, disse Olgária.

Após receber a pelerine verde da vice-reitora cessante, Valeria Petri, Nelson Sass destacou o compromisso da atual gestão de continuar promovendo o diálogo intercultural e interdisciplinar, com enfoque socioambiental. “Foi uma honra ser convidado para compor esse mandato, pois tem me proporcionado experiências marcantes”.

Ele pontuou o comprometimento da gestão de compreender os problemas e de buscar soluções, destacando a atual crise atravessada pelo Hospital São Paulo, hospital universitário da Unifesp. “Nossa comunidade tem trabalhado para mudar esse cenário e as históricas dificuldades orçamentárias da instituição, como a manifestação realizada na quinta-feira, 8 de junho, pelos alunos em defesa do hospital que tem papel estratégico para o país”.

Já empossada no cargo, a reitora agradeceu aos membros que compuseram a antiga administração, que ajudaram a enfrentar anos difíceis e construir uma gestão plural e democrática. “Tivemos a oportunidade de marcar a história da universidade ao sermos as primeiras mulheres a assumirem a Reitoria da Unifesp”, afirmou. “Atuamos para realizar um sonho e o projeto de consolidar a expansão, melhorar o planejamento e infraestrutura da instituição, sem parar nenhuma obra em meio à crise na qual o país está inserido”.

Para a atual gestão, Soraya acredita que terá muitos desafios, como consolidar o processo de expansão com Qualidade, realizar a revisão do Plano Pedagógico Institucional, ampliar os Projetos Acadêmicos, bem como as áreas de Direitos Humanos e de Cultura, avançar os projetos de comunicação e de Tecnologia da Informação, aprimorar a gestão de pessoas, com um olhar especial para saúde do docente e técnico perante a inúmeras pressões no dia a dia, buscar a ampliação da política de assistência estudantil, fortalecer o Hospital São Paulo/Hospital Universitário, entre outros.

“Após o pleito de 2016, que marcou a autonomia universitária, somos uma universidade mais madura e referência para as demais instituições federais de ensino superior”, afirmou. “Finalizamos a gestão com obtendo o conceito nota cinco, nota máxima no recredenciamento do MEC, após 22 anos como universidade, graças ao trabalho de todos, de uma expansão feita com qualidade e comprometimento. Esperamos e juntos conquistaremos para o futuro um resultado ainda mais auspicioso”.

O evento, realizado ao som do Quarteto e do Coral Unifesp, contou com as presenças de membros do Conselho Universitário (Consu) da Unifesp, de deputados federais, estaduais, ex-ministros, reitores e pró-reitores de outras universidades, secretários municipais e estaduais, presidentes de associações e sociedades, docentes, estudantes e servidores técnico-administrativos.

 

Sobre Soraya Smaili

Farmacêutica-Bioquímica pela Universidade de São Paulo, fez o Mestrado, Doutorado e Livre-Docência em Farmacologia pela Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), onde é docente desde 1992. É pesquisadora nas áreas de Neurociência, Autofagia e Morte celular. Concluiu o pós-doutorado na Thomas Jefferson University (1997) e no National Institutes of Health (NIH) (1998-99). Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Farmacologia (2006-2012) e representou os docentes no Conselho Universitário de 2000 a 2012. Foi Presidente da Associação dos Pós-Graduandos da EPM (1988-89), da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG, 1989-90) e da Associação dos Docentes da Unifesp (Adunifesp, 2001-03). Secretária Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC, 2004-2008). Foi presidente do Instituto da Cultura Árabe. É pesquisadora 1C do CNPq. Autora de artigos e capítulos de livros, implantou o Laboratório Multiusuários de Microscopia Confocal da EPM/ Unifesp. Foi diretora e é membro do Board of Directors da Sociedade Internacional de Morte Celular (International Cell Death Society – ICDS). Em 2012 foi eleita reitora da Unifesp para a gestão de 2013-2017.

Sobre Nelson Sass

Formado em Medicina pela Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) em 1982. Concluiu Mestrado (1988), Doutorado (1995) e Livre-Docência (2009) na mesma instituição. Tem formação complementar em Administração Hospitalar pela Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp, 1997-1998). É docente (professor associado) do Departamento de Obstetrícia da EPM/Unifesp, desde 1988, e foi coordenador do programa de pós-graduação no período de 2010 a 2016. Na Unifesp é responsável pelo Setor de Hipertensão Arterial e Nefropatias na Gravidez, atuando também na residência médica. Foi diretor de pesquisa da Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo (FAP-Unifesp) de 2014 a 2017 e coordenador Didático, Assistencial e Científico da Maternidade Escola de Vila Nova Cachoeirinha (Secretaria da Saúde do Município de São Paulo) desde 1996. É editor dos livros Hipertensão Arterial e Nefropatias na Gravidez (Guanabara-Koogan, 2006) e Obstetrícia (Grupo GEN, 2013), representante do Brasil no International Council e membro do Executive Board da International Society for the Study of Hypertension in Pregnancy (ISSHP).

 

Lido 4052 vezes Última modificação em Quinta, 10 Agosto 2017 18:17

Mídia

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse