Portal do Governo Brasileiro Atualize sua Barra de Governo

Apresentação

O Campus Diadema consolida – juntamente com os novos campi – o projeto de expansão da Unifesp, que – entre outros objetivos – busca estabelecer políticas institucionais e estratégias para a produção científica e a inovação, de modo a atender às necessidades sociais e ao desenvolvimento do país. Implantado em 2007 em uma região de alta densidade industrial, que – ao mesmo tempo – abriga área preservada de Mata Atlântica e parte da represa Billings, evidencia-se sua vocação para as ciências naturais e exatas, com ênfase nas ciências químicas, ambientais, biológicas, farmacêuticas e da educação. Além de contribuir para a melhoria dos indicadores socioeconômicos dessa região metropolitana de São Paulo, sua finalidade é prover o mercado de profissionais competentes, técnica e cientificamente, que detenham uma visão contemporânea das respectivas profissões. A preparação desses profissionais – inclusive no âmbito social – inclui o enfrentamento dos problemas ambientais e de saúde que afetam o país, com vista à melhoria da qualidade de vida da população. Nessas condições, proporciona-se ao estudante uma sólida formação básica e transversal em Química, Física, Matemática, Biologia e processos tecnológicos, com capacitação para a comunicação oral e escrita e o exercício da liderança. Outra prioridade do campus é a formação de professores de Ciências e Matemática, tanto a inicial (em nível de graduação) quanto a continuada, procurando atender à alta demanda desses profissionais na rede pública.

O Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas, que constitui a unidade universitária do Campus Diadema, oferece sete cursos de graduação (Ciências Ambientais, Ciências Biológicas, Engenharia Química, Farmácia e Bioquímica, Licenciatura Plena em Ciências, Química e Química Industrial), nos quais estão matriculados 2.549 estudantes. Em nível de pós-graduação stricto sensu, estão em vigência seis programas de pós-graduação, com 161 inscritos: Biologia Química, Ciência e Tecnologia da Sustentabilidade, Ecologia e Evolução, Biotecnologia, Engenharia e Ciência de Materiais e Análise Ambiental Integrada. São também desenvolvidas diversas ações de extensão universitária, principalmente nas áreas de educação e saúde, o que tem contribuído para uma aproximação gradual com a comunidade de Diadema.

O campus distribui-se em quatro unidades, sendo três delas localizadas no centro do município: Unidade Antônio Doll (estabelecida em imóvel alugado), Unidade Manuel da Nóbrega/ Fundação Florestan Fernandes (que funciona em imóvel cedido pela prefeitura do município) e Unidade José Alencar (com edificações construídas em terreno adquirido da metalúrgica Uniforja). A Unidade José de Filippi situa-se no bairro Eldorado, próximo à represa Billings, em área de proteção e recuperação de mananciais. Nas duas últimas, estão instalados – além da central de análises (multiusuários) – 60 laboratórios, dotados de equipamentos de ponta e destinados, separadamente, à pesquisa e ao treinamento dos estudantes de graduação. A ocupação do sítio Morungaba – terreno com cerca de 20 mil m2, situado às margens da represa e que também pertence à Unifesp –, ainda não ocorreu, pois o projeto definitivo das edificações e o licenciamento ambiental ainda estão em andamento.

O crescimento da comunidade universitária, que conta atualmente com mais de 3.200 docentes, técnicos e estudantes de graduação, pós-graduação e extensão, colocou novos desafios à gestão acadêmica e administrativa do campus, os quais estão sendo equacionados por meio do planejamento plurianual. Por fim, prevê-se que em 2015 tenham início as obras dos primeiros edifícios do novo Campus Diadema, no centro da cidade.

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse