Acesso aberto

Acesso aberto (AA) significa a disponibilização online e sem limitações dos resultados de pesquisas científicas. O Acesso Aberto pode ser aplicado a todas os tipos de publicações científicas, com e sem revisão por pares, incluindo artigos científicos, documentos de conferência, teses, capítulo de livros, e monografias. 

O Acesso Aberto pode se referir ao acesso online gratuito com alguns direitos adicionais de utilização. Estes direitos de utilização adicionais são muitas vezes concedidos mediante a utilização de licenças Creative Commons. 

Há duas “vias” principais para concretizar o Acesso Aberto:

Via Verde: Através do auto-arquivo dos seus artigos científicos num repositório. O autor retém os direitos autorais e tem permissão para colocar cópias do artigo (às vezes um pre-print ou um post-print) em um repositório institucional.

Pre-print – versão não revisada por pares ou não-editada do artigo.
Post-print – versão revisada por pares do artigo, mas não formatado para publicação.

Algumas editoras exigem um período de embargo antes que o artigo fique em acesso aberto, nos casos em que os direitos autorais desses artigos permanecem com a editora do periódico.

Via Dourada: Através da publicação em periódicos. A via dourada é o caminho adotado pelas revistas que permitem o acesso irrestrito de leitura de seus artigos. Os artigos em AA Dourado podem ser publicados em periódicos de AA total (onde todo o conteúdo é publicado em AA) ou periódicos híbridos (um periódico de assinatura que oferece a opção de publicar artigos em AA). Há revistas de Acesso Aberto, disponíveis gratuitamente na web, em que o autor paga uma taxa de publicação do artigo.

 

A distribuição da pesquisa sem restrições é especialmente importante:

  • Para os autores: O trabalho é visto, e citado, por mais pessoas

  • Para leitores: Acessam e se baseiam nos trabalhos em seu campo de estudos, contribuindo para a difusão da ciência

  • Para financiadores: Agências financiadoras tem um impacto maior ao atingir um público mais amplo

  • Para maximizar o potencial de colaboração internacional das atividades de pesquisa

  • Para aumentar o impacto científico: Os artigos científicos publicados de forma aberta recebem, em média, 8% mais citações do que os restritos. Em países em desenvolvimento, como Brasil, Argentina e Rússia, esse percentual chega a 25%

 

 


REFERÊNCIAS:

ACESSO aberto. Wikipédia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Acesso_aberto#cite_note-2. Acesso em: 26 out. 2020.

ENTENDA o que é acesso aberto. AGUIA – Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica. Disponível em: https://www.aguia.usp.br/apoio-pesquisador/acesso-aberto-usp/entenda-o-que-e-acesso-aberto/. Acesso em: 26 out. 2020.

INFOGRÁFICO Interativo: Graus de liberdade em publicações de acesso aberto [Infográfico]. 2016. Galoá Journal. Disponível em: https://galoa.com.br/blog/infografico-interativo-graus-de-liberdade-em-publicacoes-de-acesso-aberto. Acesso em: 26 out. 2020.

O que é acesso aberto. Springer. Disponível em: https://www.springer.com/br/authors-editors/authorandreviewertutorials/open-access/what-is-open-access/12011752. Acesso em: 26 out. 2020.