Nota da Congregação da EFLCH sobre o “Future-se” e a educação pública brasileira

Categoria: Informes EFLCH Acessos: 1213

A Congregação da EFLCH/Campus Guarulhos rejeita o projeto “Future-se”, recentemente apresentado pelo Ministério da Educação para discussão pela sociedade.

 

Acreditamos que as ideias centrais do projeto, quais sejam, a organização da universidade pública a partir do modelo das organizações sociais e o financiamento da universidade pública por um fundo financeiro, ferem a autonomia acadêmica, desresponsabilizam o Estado brasileiro com o financiamento do ensino público e colocam em risco as políticas de inclusão e permanência estudantil. Além disso, o projeto não tem qualquer efeito, a curto e à médio prazo, na solução da grave crise orçamentária que atinge as universidades federais brasileiras. A Congregação conclama a comunidade da EFLCH a aprofundar o debate sobre o “Future-se” e a crise do ensino público, a mobilizar-se e sugere a realização de atividades semanais ao longo do segundo semestre letivo de 2019.