Escrita Acadêmica

Estrutura do texto científico, coerência, coesão, normalização, revisão...

Confira algumas dicas para a escrita do seu artigo científico:
  • Leia as instruções antes da submissão dos artigos. É importante para adequar a linguagem, a formatação, de acordo com as instruções da revista.
  • Evite problemas de língua, clichês, linguagem imprecisa, como “em minha experiência” “em vários casos” “é conhecido que” “há tempos sabe-se que” – algumas informações são irrelevantes, dispensáveis.
  • Principais dificuldades: erros gramaticais e ortográficos; sentenças muito longas e parágrafos curtos, com uma única sentença; número excessivo de palavras desnecessárias (apagar faz diferença? Se não faz, tire a palavra); uso excessivo de clichês, que não trazem nada de novo; problemas com coesão de texto; uso de conjunções e alguns advérbios; mistura de fatos com argumentos; falta de texto coerente.
  • Redação científica: recomenda-se uso da voz ativa e voz passiva. Voz ativa é essencial quando vai se dar opinião ou apontar contraste com o que existe na literatura, para não dar ambiguidade. A escrita em primeira pessoa é aceita na maioria das revistas, sendo a primeira pessoa do plural a mais comum.
  • Anatomia do artigo: título, resumo, introdução, resultados e discussão, conclusão e referências, podendo mudar de acordo com a área do conhecimento.
  • Conte uma história: todo artigo científico conta uma. Resumo e título devem refletir essa história que foi contada. Conte a história não do ponto de vista de cronologia, mas de ordem lógica, partindo do que é mais relevante.
  • O resumo deve ser informativo, trazer toda informação relevante do artigo. Os principais componentes são: contextualização, gap da área, propósito, metodologia, principais resultados e conclusões.
  • O título deve ser definido a partir da sentença que define qual a contribuição do seu trabalho. Ele deve ser forte. Não muito longo para o leitor não se perder, nem curto demais a ponto de se tornar genérico. Evite adjetivos e advérbios injustificáveis. Prepare vários títulos que expressam a contribuição do artigo, verifique o escopo da revista e adeque o título – ele deve ser conciso. Discuta o título com outros colegas e veja se entenderam qual a contribuição do trabalho.
  • Introdução vai do geral para o específico. Ela dá um contexto, sumariza o que foi encontrado e aponta o propósito do seu trabalho. Componentes da introdução: contextualização, revisão da literatura, gap (problemas em aberto), propósito da pesquisa, metodologia, resultados, relevância do estudo e estrutura do artigo. Nem todos os artigos terão todos esses componentes na introdução.
  • Revisão de literatura devem trazer os trabalhos mais atuais e também mencionar os trabalhos seminais da área. Informa ao leitor o que já existia e no quê seu trabalho difere do que já existia antes.
  • A metodologia é obrigatória. Tem que deixar claro como os resultados foram obtidos.
  • Resultados e discussão. Principais resultados podem vir com tabelas, figuras, texto – Deve ficar claro para o leitor o que é resultado observado e o que é interpretação da literatura. Deve-se incluir em resultados e discussão: informação de contextualização (que vem da literatura), descrever os resultados (esperados e não esperados), fazer sempre referência à literatura que veio antes (conhecimento da literatura da área é essencial para o artigo científico), dedução e hipóteses (se os dados apresentados são consistentes com o que foi proposto).
  • A conclusão Vai do específico para o geral. A conclusão retoma os resultados que obteve com o trabalho, traz suas interpretações sobre eles e qual a contribuição para o campo (perspectivas para o futuro, implicações para o campo).
  • Revise. Você terminou, outros já leram, agora é hora de revisar. Deixe de olhar por um ou dois dias e depois confira item por item: formatação, gramática, argumentação, figuras. Isso garante qualidade. O controle de qualidade é essencial para o trabalho científico. Se necessário, busque ajuda profissional.
Para saber mais:

Artigo A técnica da escrita científica. Autor: Osvaldo N. Oliveira Jr

Artigo Os meandros da escrita académica. Alguns recados aos estudantes universitários. Autora: Maria da Graça Lisboa Castro Pinto

Aulas: Práticas de Leitura e Escrita Acadêmica, no Departamento de Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP

Aulas de escrita acadêmica em inglês: BBC Learning English

Curso Produção de Artigos de Alto Impacto. Apresentação: Prof. Dr. Valtecir Zucolotto

Curso Unicamp "7 Lições para a Produção de Textos"

Guia eletrônico de comunicação e escrita acadêmica e científica da ACS

Lives do Clube da Escrita - Centro de Tecnologia da UFRJ

Livro Escrita acadêmica: princípios básicos. Autora: Ercília Maria de Moura Garcia Luiz

Livro Princípios e técnicas para elaboração de textos acadêmicos: pensando na pós-graduação. Autoras: Susane Barros, Flávia Rosa e Elizabeth Matos Ribeiro

Matéria Como se escreve na universidade? Laboratório da USP promove oficinas para contar

Oficina Práticas de produção textual: como se escreve na universidade – A perspectiva do Laboratório de Letramento Acadêmico – USP

Palestra Especificidades da escrita na produção de textos acadêmicos. Palestrante: Prof. Dr. Luiz André Neves de Brito (DL/UFSCar)

Webinar: Como redigir e publicar um artigo científico de alto impacto