Sobre o Campus

csp antigo

 

     O Campus São Paulo integra duas Unidades Universitárias – Escola Paulista de Medicina e Escola Paulista de Enfermagem. A Escola Paulista de Medicina - EPM, criada em 1933 e, posteriormente, a Escola Paulista de Enfermagem - EPE, em 1939, têm contribuído de forma relevante para os avanços das ciências, para a formação de profissionais de saúde, pesquisadores e excelência da assistência à saúde, sendo o Hospital São Paulo – nosso Hospital Universitário – referência de alta complexidade para o país. Ao longo de sua história, a instituição tem desempenhado importante papel na formulação e implantação de importantes políticas públicas nas áreas da educação e da saúde. Reconhecida, em 1994, como universidade federal, passou então a ser denominada Universidade Federal de São Paulo. A partir de 2006, integrando a política federal na área da educação, tem vivenciado intenso processo de expansão e, em 2010, com a mudança de estruturas acadêmicas e administrativas do nível central da universidade para instalações próprias, constitui-se o Campus São Paulo, oficialmente, de forma independente.

     Hoje, o Campus São Paulo congrega aproximadamente 1550 alunos em sete cursos de graduação. 

  • Escola Paulista de Medicina:
    • Ciências Biológicas – Modalidade Médica,
    • Fonoaudiologia,
    • Medicina,
    • Tecnologia Oftálmica,
    • Tecnologia em Informática em Saúde,
    • Tecnologia em Radiologia 
  • Escola Paulista de Enfermagem:
    • Enfermagem    

Em relação à pós-graduação stricto sensu, houve – desde a criação dos primeiros programas, em 1970 – um expressivo crescimento das atividades didáticas e de pesquisa, aliado ao reconhecimento nacional e internacional da EPM como centro de excelência na formação de mestres, doutores e pós-doutores. Atualmente, a EPM e a EPE oferecem 34 programas de doutorado, 34 de mestrado acadêmico e 6 de mestrado profissional, nos quais estão inscritos cerca de 2.800 alunos.

Na área de extensão, são desenvolvidos 53 programas e 192 projetos sociais, ministrando-se ainda cursos em nível de pós-graduação na modalidade lato sensu, que compreendem tanto a residência médica e a multiprofissional (respectivamente com 96 e 16 programas) quanto a capacitação profissional (especialização, aperfeiçoamento e atualização). Vinculado ao Campus São Paulo e em funcionamento desde 2011, a Unidade de Extensão Universitária de Santo Amaro busca atender às demandas dos moradores da zona sul do município de São Paulo, no âmbito da qualificação profissional e do aprimoramento cultural.

A estrutura do campus inclui edifícios de grande porte, como o de Ciências Biomédicas, os de Pesquisa I e II e o Instituto Nacional de Farmacologia e Biologia Molecular (Infar), com destaque para a presença do Hospital São Paulo – o Hospital Universitário (HU) da Unifesp. Inaugurado em 1940, foi o primeiro hospital-escola do país construído com essa finalidade. As atividades de ensino, pesquisa e extensão – que se desenvolvem em um conjunto aproximado de 200 imóveis, próprios ou alugados, na Vila Clementino – articulam-se ao HU, congregando 607 docentes e cerca de 1.200 técnicos administrativos, além do corpo discente. Esse tipo de ocupação funcional traz um desafio suplementar aos gestores do campus, que é construir novas edificações e elaborar um plano que inclua áreas de convívio e lazer para a comunidade universitária e a população que mora, trabalha e estuda na região.

 

 

 

 

 

  

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse