Apresentação

Temos a satisfação de apresentar a presente versão do Projeto Político Pedagógico do Instituto das Cidades da Unifesp, aprovada por unanimidade em nosso Conselho Universitário, instância máxima da Instituição, em sessão de 17 de dezembro de 2014. Ela é resultado de um processo de mais de um ano, do qual participaram, sob a coordenação da Pró-Reitoria de Graduação, outras Pró-Reitorias e uma Comissão Mista do Conselho Universitário, composta por 12 representantes da instituição e 12 representantes do Movimento Social pela Universidade Federal na Zona Leste.

O projeto pedagógico do Instituto das Cidades passou nesse período por diversos momentos de discussão, formulação e avaliação. Ao longo de 2013 foram realizadas três audiências públicas para debate sobre o projeto pedagógico do novo campus e sua infraestrutura – na zona leste, na Câmara Municipal e na Assembleia Legislativa. O projeto foi debatido e avaliado em fevereiro de 2014 em seminário convocado exclusivamente para esse fim, com diversos especialistas da área, que o consideraram inova- dor, oportuno e consistente – realizando suas contribuições pontuais para desenvolvimento futuro da proposta.

Os princípios norteadores do Projeto Político-Pedagógico do Instituto das Cidades foram apresenta- dos em reunião do Conselho de Graduação, em 19 de fevereiro de 2014, e aprovados por unanimidade, recebendo grande apoio dos conselheiros. Em 16 de abril de 2014, o MEC pronunciou-se de forma amplamente favorável ao Projeto Político-Pedagógico.

Paralelamente, a Pró-Reitoria de Planejamento esteve empenhada nos estudos a respeito do terreno do campus, da legislação incidente, do programa de necessidades dos edifícios, da análise de solos, das diretrizes urbanísticas, da preparação da contratação de Projetos e da realização de um cronograma físico- financeiro de ações e investimentos.

Nos meses de outubro e novembro de 2014, realizamos novo workshop para o aprofundamento do projeto pedagógico, contando com a assessoria de 13 especialistas, cinco deles estrangeiros, encontro que foi viabilizado graças ao patrocínio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (CAU/SP), que também apoiou a tradução do material e sua publicação. O workshop permitiu novo e conclusivo avanço no projeto pedagógico do Instituto, que aqui apresentamos. Anexos ao documento principal estão o resumo dos debates deste produtivo workshop, os textos redigidos pelos colaboradores, além da memória do primeiro seminário, realizado em fevereiro/14.

No dia 17 de dezembro o Conselho Universitário aprovou por unanimidade e com muitos apoios verbais o Projeto Político Pedagógico do Instituto das Cidades, o planejamento de implantação do Campus zona leste e seu termo da pactuação com o Ministério da Educação: com número de professores (159) e técnicos (184) para os 5 primeiros cursos (totalizando 2.760 alunos de graduação), e valores de investimento, custeio e assistência estudantil. No dia seguinte, em Brasília, assinei com dirigentes do MEC a documentação para dar início oficial ao Campus e seu Instituto.

Temos certeza de que, com esta proposta, realizamos passo decisivo para a expansão com qualidade, relevância e planejamento, colaborando para o avanço do ensino público superior no Brasil e com as altas expectativas que a sociedade deposita na Unifesp e em nosso novo Campus na zona leste.

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse