Permanência estudantil, acessibilidade e inclusão

Incrições abertas até 1º/2

O curso tem como objetivo discutir a democratização do ensino superior brasileiro para além da expansão do sistema federal via Reuni e do acesso por meio do Sisu e da Lei de Cotas, propondo refletir sobre elas, principalmente sobre a Lei nº 12.711 de 29 de agosto de 2012, que reservou 50% de vagas nas instituições federais de ensino para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas, sendo que metade é reservada aos estudantes oriundos de famílias com renda igual ou inferior a 1,5 salário-mínimo (um salário-mínimo e meio) per capita. Além disso, essas vagas também devem ser preenchidas por autodeclarados pretos, pardos e indígenas e por pessoas com deficiência em proporção a população da unidade da Federação onde está instalada a instituição, segundo o último censo da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

A reserva de vagas para pessoas com deficiência foi incluída recentemente através da Lei nº 13.409 de 28 de dezembro de 2016 e também será objeto de discussão. A partir da análise dessa legislação, será debatido sobre as políticas públicas brasileiras de expansão do ensino superior federal, visando a democratização do sistema a partir de ações que visem garantir a permanência estudantil. Espera-se que, ao final do curso, novas ações de acolhimento e recepção dos ingressantes da Unifesp sejam pensadas e colocadas em prática.

Serviço:
Data: 30/01 a 26/02
Horário: a partir das 14h
Local: Escola Paulista de Política, Economia e Negócios/Unifesp – Campus Osasco
Endereço: Rua Angélica, 100 - Jd. das Flores - Osasco – SP
Inscrição
Última modificação em Domingo, 04 Fevereiro 2018 13:19

Mídia