Edição 13 - Entreteses

Iniciação Científica: desenhando o futuro

Outubro 2020

Em 2020, a importância da ciência ganhou notoriedade com a pandemia de Covid-19. Pesquisadores de diferentes países se voltaram para o entendimento sobre como o vírus se comporta em seu hospedeiro acidental, o ser humano, para desenvolver coquetéis ou vacinas e, assim, frear a sua propagação. Independentemente de haver, nesse contexto, interesses difusos econômicos e políticos, de instituições públicas e privadas, a ciência foi acionada, mais uma vez, para servir à sociedade.

Instituições de pesquisa, ensino e difusão científica permaneceram ativas, a fim de levar adiante o conhecimento para além dos muros da academia. E é com esse tom que diversos estudantes da Unifesp são instigados a arriscar o caminho da Iniciação Científica (IC) – o tema da atual edição da revista Entreteses. A modalidade de pesquisa acadêmica é desenvolvida na graduação de universidades brasileiras, em diversas áreas do conhecimento, e se apresenta como um dos inúmeros caminhos pelos quais os universitários podem se enveredar (como o de projetos de extensão e o das empresas juniores).

Pela primeira vez, trazemos ao leitor a possibilidade de compreender melhor esse universo: tratamos de 17 projetos, oriundos dos sete campi da Unifesp (São Paulo, Osasco, Guarulhos, Baixada Santista, Diadema, São José dos Campos e Zona Leste), além do desenvolvido no âmbito da Universidade Aberta do Brasil (UAB/Unifesp). Todos eles têm algo em comum: foco na transformação social. Para um mundo cada vez mais inclusivo, uma bengala eletrônica de baixo custo que se comunica com tecnologias de inteligência artificial aplicadas ao ambiente físico das cidades. Para um planeta que precisa de alternativas em energia limpa, novos métodos de armazenagem de hidrogênio como combustível veicular. Para uma educação em transformação, estratégias educacionais inovadoras inspiradas na gamificação. Para uma sociedade que deseja entender-se a si própria, uma abordagem científica sobre a busca pela espiritualidade.

Além desses temas, trazemos duas novidades que se propõem a auxiliar na compreensão das transformações contemporâneas: a seção Artigo, onde falamos sobre o negacionismo sobre as mudanças climáticas e; a seção Panorama, para a qual convidamos docentes de diferentes áreas para discutir sobre o novo papel da China na geopolítica e economia mundiais.

A Entreteses permanece focada no seu propósito: divulgação científica. O que perseguimos com mais afinco em 2020, contudo, são novas formas de aproximar a produção da ciência na universidade do seu cotidiano.

Desejamos uma boa leitura!