Quinta, 14 Março 2019 16:18

Docente da EPM/Unifesp alerta para a necessidade de garantia de saúde renal para todos

Dia Mundial do Rim é comemorado anualmente em 14 de março

saude rins

(Imagem: Sociedade Brasileira de Nefrologia)

No dia 14 de março de 2019, comemora-se o Dia Mundial do Rim. A data tem por meta esclarecer a população sobre a existência das doenças renais e suas consequências, assim como sensibilizar as autoridades e outros profissionais de saúde sobre o problema e a necessidade de fazer algo para mudar essa situação, uma vez que a doença renal crônica tem crescido de forma exponencial no mundo todo nos últimos anos.

“Um dos aspectos mais graves é que a doença, em geral, é silenciosa, sem sintomas alarmantes até que chegue a estágios mais avançados, quando a lesão renal pode ser irreversível, restando ao paciente apenas o tratamento de substituição através de diálise ou transplante renal”, alerta a médica nefrologista Gianna Mastroianni Kirsztajn, professora da Disciplina de Nefrologia da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/Unifesp).

A especialista destaca a importância de políticas públicas para garantir a saúde renal de todos, possibilitando a realização de diagnóstico precoce. “O diagnóstico é feito por meio de exame de urina (Urina I, sumário de urina) e dosagem sérica de creatinina. Esses exames poderiam ser realizados em adultos, nos seus “check ups” anuais, em especial naqueles indivíduos que fizerem parte de grupos de risco: diabéticos, hipertensos, pacientes com doença cardiovascular, parentes de indivíduos com doença renal crônica, idosos e obesos, entre outros”, afirma Kirsztajn.

O direito de uma cobertura universal à saúde para todos, possibilitando o diagnóstico e tratamento precoces da doença renal em todo o mundo, é, inclusive, o chamamento principal para a edição deste ano do Dia Mundial do Rim.

 

Lido 698 vezes Última modificação em Segunda, 18 Março 2019 17:53

Mídia