Notícias

Carta do FÓRUM de PRÓ-REITORES de ADMINISTRAÇÃO e PLANEJAMENTO

01 

02

03

04

 

 

 

 

 

 

VIDEOCLIPE MTur

Campanha Interna do MTur para implementação do Sistema Eletrônico de Informações (SEI)

 

mtur

https://www.youtube.com/watch?v=N2oLuGgRk-I&feature=youtu.be

 

Reitora em Entrevista ao Jornal Folha de S.Paulo - "Tudo aumenta, menos os repasses do SUS ao hospital, diz reitora da Unifesp"

Por: Paulo Saldaña

Em crise financeira, o Hospital São Paulo, ligado à Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), reduziu nos últimos meses seus atendimentos pela metade - deixando 30 mil pacientes sem os serviços ambulatoriais e de pronto-socorro desde março.

Foram mil cirurgias a menos, e 40% dos 750 leitos de internação estão ociosos por falta de recursos. Segundo a reitora da Unifesp, Soraya Smaili, a capacidade de atendimento à população pode piorar, caso não haja novos repasses do governo federal.

SAO PAULO/SP BRASIL. 08/06/2017- Entrevista com a reitora da Unifesp, Soraya Smaili, que reassume a posição na sexta-feira. e.(foto: Zanone Fraissat/FOLHAPRESS, COTIDIANO)***EXCLUSIVO***

Leia mais....

NOVA INSTRUÇÃO NORMATIVA SOBRE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS É PUBLICADA PELO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO.

Foi publicada, no Diário Oficial da União do dia 26 de maio de 2017, pela Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, nova Instrução Normativa dispondo sobre as regras e diretrizes do procedimento de contratação de serviços sob o regime de execução indireta no âmbito da Administração Pública federal direta, autárquica e fundacional.

A INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 5, DE 26 DE MAIO DE 2017 revoga a Instrução Normativa nº 2, de 30 de abril de 2008, tratando sobre as contratações de serviços para a realização de tarefas executivas sob o regime de execução indireta, por órgãos ou entidades da Administração Pública federal direta, autárquica e fundacional, observando as fases de Planejamento da Contratação, Seleção do Fornecedor e Gestão do Contrato, os critérios e práticas de sustentabilidade e o alinhamento com o Planejamento Estratégico do órgão ou entidade.

 

 

Projeto SEI - Recadastramento de servidores

Prezados servidores,

Em atendimento ao Decreto n° 8.539, de 8 de outubro de 2015 e à Portaria MEC nº 1.042, de 4 de novembro de 2015, a partir de 05/06/2017 e considerando o que estabelece o art. 117, inciso XIX, da lei 8.112/90, iniciaremos o cadastramento que identificará a lotação e o centro de custo correspondente de cada servidor(a), para o andamento da implantação do SEI (Sistema Eletrônico de Informações). 
O SEI é um dos produtos do projeto Processo Eletrônico Nacional (PEN), iniciativa conjunta de órgãos e entidades de diversas esferas da Administração Pública, com o intuito de construir uma infraestrutura pública de processos e documentos administrativos eletrônicos. O PEN possibilita melhorias no desempenho dos processos da Administração Pública, com ganhos em agilidade, produtividade, transparência e satisfação do público usuário e redução de custos. A intenção do projeto é disponibilizar uma solução flexível o bastante para ser adaptada à realidade de órgãos e entidades da Administração Pública. 
PEN logo 300x173
O cadastro será realizado em três etapas, sendo que a primeira consistirá no recadastramento dos TAE´s dos campi Baixada Santista, Diadema, Guarulhos, Osasco, Reitoria e São José dos Campos, a segunda no recadastramento dos TAE´s dos campus Hospital Universitário e São Paulo; a terceira ao recadastramento dos docentes. 
O procedimento a ser adotado será detalhado em breve à comunidade.

Informações disponíveis por meio do endereço eletrônico: http://www.unifesp.br/reitoria/proadmin/sei

 

     download    

Comunicados

Apresentação do SEI na UNIFESP

 sei miniatura

RECADASTRO PASSO-A-PASSO

Prezados Servidores,

Agradecemos aos mais de 1.000 servidores que já fizeram o recadastro. Pedimos para quem ainda não o fez, que faça, pois será de muita importância para o andamento de diversos projetos que podem vir a surgir, além do Projeto Unifesp Sem Papel.

O passo-a-passo é simples.

Após clicar no botão de "PONTO", abrirá uma tela pedindo para que você atualize a sua lotação (o local em que você está fisicamente trabalhando), então clique no link "Atualizar Lotação" e você seguirá conforme exemplo:

*Nos campos em que não há nenhum nome escrito ou não esteja listado na sequência, clique em "--" (dois tracinhos), dessa forma você conseguirá habilitar as informações do próximo campo.

CAMPUS: REITORIA
ENDEREÇO: RUA SENA MADUREIRA, 1500 (Se o endereço não estiver na lista, selecione a opção "OUTRO", surgirá no final página um quadro em que você poderá digitar o endereço de seu trabalho)
ESTRUTURA: -- 
DEPARTAMENTO: NÚCLEO EDUCACIONAL INFANTIL PAULISTINHA 
DIVISÃO: --
SEÇÃO: --

em seguida há uma pergunta:

SUA CHEFIA ESTÁ CORRETA? SIM (Se no quadro abaixo apareceu o nome de sua chefia imediata, pode deixar do jeito que está e vá em "ATUALIZAR DADOS", caso não seja o nome da sua chefia imediata ou esteja em branco, mude o "SIM" para "NÃO" e você poderá digitar o nome de seu chefe, após, clique em "ATUALIZAR DADOS". 

PRONTO! Você chegou ao fim de seu recadastro.

Nos próximos dias a tela do recadastro continuará aparecendo, mas já com as informações que você incluiu, se está tudo correto, clique no clique "ACESSAR O PONTO" e marque seu ponto normalmente.

Qualquer dúvida favor entrar em contato no VOIP 8593.

Golpe usando o nome da Profa. Maria Lucia Formigoni

aviso golpe malu

URGENTE!! Golpe usando o nome da Profa. Maria Lucia Formigoni

Prezados colegas docentes, TAEs e estudantes da UNIFESP

Estou sendo vítima de um golpe usando o meu nome e um falso email. Eu não enviei nenhuma mensagem sugerindo que as pessoas procurassem o Prof. Antonio Bertachini e se cadastrassem para participar como fiscais de processos seletivos (pelo que teriam que pagar R$150,00 por meio de depósito na conta de 112908-6 da caixa econômica federal).
Não é meu o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Alguém o criou para extorquir dinheiro das pessoas e/ou para me difamar.
Por favor não caiam neste golpe!!
atenciosamente,


Profa. Dra. Maria Lucia O. S. Formigoni

Pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa

UNIFESP

PROJETO UNIFESP SEM PAPEL

sei unifesp horizontal

Projeto SEI - Recadastramento de servidores

Prezados servidores,

Em atendimento ao Decreto n° 8.539, de 8 de outubro de 2015 e à Portaria MEC nº 1.042, de 4 de novembro de 2015, a partir de 05/06/2017 e considerando o que estabelece o art. 117, inciso XIX, da lei 8.112/90, iniciaremos o cadastramento que identificará a lotação e o centro de custo correspondente de cada servidor(a), para o andamento da implantação do SEI (Sistema Eletrônico de Informações). 
O SEI é um dos produtos do projeto Processo Eletrônico Nacional (PEN), iniciativa conjunta de órgãos e entidades de diversas esferas da Administração Pública, com o intuito de construir uma infraestrutura pública de processos e documentos administrativos eletrônicos. O PEN possibilita melhorias no desempenho dos processos da Administração Pública, com ganhos em agilidade, produtividade, transparência e satisfação do público usuário e redução de custos. A intenção do projeto é disponibilizar uma solução flexível o bastante para ser adaptada à realidade de órgãos e entidades da Administração Pública. 
PEN logo 300x173
O cadastro será realizado em três etapas, sendo que a primeira consistirá no recadastramento dos TAE´s dos campi Baixada Santista, Diadema, Guarulhos, Osasco, Reitoria e São José dos Campos, a segunda no recadastramento dos TAE´s dos campus Hospital Universitário e São Paulo; a terceira ao recadastramento dos docentes. 
O procedimento a ser adotado será detalhado em breve à comunidade.

Informações disponíveis por meio do endereço eletrônico: http://www.unifesp.br/reitoria/proadmin/sei

 

     download    

Boletins

Vídeos Tutoriais - SEI

Estão disponíveis os links para acesso dos vídeos tutoriais da 1ª fase de implantação do SEI na Unifesp.

Vejam os vídeos e qualquer dúvida envie email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Vídeo 01 - Apresentação

Vídeo 02 - Iniciando um Processo

Vídeo 03 - Incluindo um memorando em um Processo

Vídeo 04 - Documento assinado por outra pessoa

Vídeo 05 - Tramitando um processo

Vídeo 06 - Recebendo um processo

 

O link de acesso ao sistema é: sei.unifesp.br 

 

 

 

 

Portaria que Institui o Uso do SEI na Unifesp

Foi publicada a PORTARIA N.º 4340/2017, a qual a Reitora da Universidade Federal de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e estatutárias e CONSIDERANDO o Decreto nº 8.539, de 8 de outubro de 2015, que dispõe sobre o uso do meio eletrônico para a realização do processo administrativo no âmbito dos órgãos e das entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional; CONSIDERANDO a Portaria nº 1.042, de 4 de novembro de 2015, que dispõe a implantação e o funcionamento do processo eletrônico no âmbito do Ministério da Educação; CONSIDERANDO o Acordo de Cooperação Técnica celebrado entre a Universidade Federal de São Paulo e o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, processo 05110.004458/2016-80, assinado em 27/03/2017, com a finalidade de disponibilizar o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) para a realização do processo administrativo em meio eletrônico, RESOLVE:

Clique aqui

 

CGU Institui o termo de uso do Sistema CGU-PJ

Saiba mais. Leia aqui.

Publicada Lei sobre participação, proteção e defesa dos direitos do usuário dos serviços públicos

Saiba mais. Leia aqui.

MPOG Disciplina a utilização do SIASG

Em meio à Portaria nº194, de 26 de junho de 2017, o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão "Disciplina a utilização do SIASG para cumprir o estabelecido no Decreto nº 9.046, de 05 de maio de 2017, que dispõe sobre a contratação plurianual de obras, bens e serviços, no âmbito do Poder Executivo Federal."

Leia aqui.

Destaques

 

 

CURSO SEI! USAR

SEI Notícia

INSCRIÇÕES: 29/05 A 28/07/2017

Comunicamos que foi disponibilizada pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) a 6ª Turma para o curso de Educação a Distância sobre o SEI! - Sistema Eletrônico de Informações (EaD SEI! USAR).

O curso ?Regras e Fundamentos do SCDP? acontece no período de 01/08 a 21/08/2017, será gratuito e ofertado na modalidade de aprendizagem a distância, sem tutoria. A turma é aberta aos servidores de todas as esferas e poderes da Administração Pública, bem como aos cidadãos que se interessam pelo tema Sistema Eletrônico de Informações do Governo Federal. As inscrições poderão ser realizadas no período de 29/05 a 28/07/2017, por meio do acesso ao endereço:


http://www.enap.gov.br/web/pt-br/sobre-curso?p_p_id=enapvisualizardetalhescurso_WAR_enapinformacoescursosportlet

 

CURSO SCDP

scdp

INSCRIÇÕES: 08/05 A 08/09/2017

Comunicamos que foi disponibilizada pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) a 3ª Turma para o curso de Educação a Distância sobre o Sistema de Concessão de Diárias e Passagens (EaD SCDP), desenvolvido em parceria com a equipe técnica do SCDP da Coordenação-Geral do Processo Eletrônico Nacional (CGPRO), do Departamento de Normas e Sistemas de Logística (DELOG), da Secretaria de Gestão (SEGES), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

O curso “Regras e Fundamentos do SCDP” acontece no período de 12/09 a 09/10/2017, será gratuito e ofertado na modalidade de aprendizagem a distância, sem tutoria. A turma é aberta aos servidores de todas as esferas e poderes da Administração Pública, bem como aos cidadãos que se interessam pelo tema Diárias e Passagens do Governo Federal. As inscrições poderão ser realizadas no período de 08/05 a 08/09/2017, por meio do acesso ao endereço:

http://www.enap.gov.br/en/web/pt-br/sobre-curso?p_p_id=enapvisualizardetalhescurso_WAR_enapinformacoescursosportlet&p_p_lifecycle=0&p_p_state=normal&p_p_mode=view&p_r_p_564233524_idCurso=3101

 

A Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP - adere ao Processo Eletrônico Nacional.

Em cumprimento à determinação do Decreto nº8539 do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MPOG, a Universidade Federal de São Paulo assinou no último dia 23 de março o Termo de Cooperação e Plano de Trabalho para a implantação do Sistema Eletrônico de Informações – SEI.

O SEI, desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região e é uma plataforma que engloba um conjunto de módulos e funcionalidades que promovem a eficiência administrativa que faz parte do Projeto de gestão pública – o Processo Eletrônico Nacional (PEN) - que visa a obtenção de:

• Celeridade na abertura, manipulação, localização e tramitação dos processos;

• Aumento na Produtividade dos usuários e tomada de decisão;

• Redução de custos financeiros, ambientais e operacionais relacionados à entrega e ao armazenamento de documentos e processos;

• Maior integridade, eliminando perdas, extravios e destruições indevidas;

• Compartilhamento simultâneo de documentos e processos para fins de contribuição, acompanhamento da tramitação ou simples consulta.

 

sei unifesp horizontal

 

 

 

CURSO SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS (EaD)

marca clique na imagem

 

Comunicamos que foi disponibilizada pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) a 2ª turma para o curso de Educação a Distância sobre o Sistema de Concessão de Diárias e Passagens (EaD SCDP), desenvolvido em parceria com a equipe técnica do SCDP da Coordenação-Geral do Processo Eletrônico Nacional (CGPRO), do Departamento de Normas e Sistemas de Logística (DELOG), da Secretaria de Gestão (SEGES), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

O curso “Regras e Fundamentos do SCDP” acontece no período de 18/04 a 15/05/2017, será gratuito e ofertado na modalidade de aprendizagem a distância, sem tutoria. A turma é aberta aos servidores de todas as esferas e poderes da Administração Pública, bem como aos cidadãos que se interessam pelo tema Diárias e Passagens do Governo Federal. As inscrições poderão ser realizadas no período de 16/01 a 13/04/2017.

Outubro Rosa 

A Coordenação de Diárias e Passagens está com um novo Formulário e Checklist, além de formulários e justificativas disponívels na página do setor.

Acesse

 

Ecofont: A fonte que economiza tinta na impressão

O Departamento de Gestão e Segurança Ambiental da Unifesp (DGA-UNIFESP) divulga e incentiva a instalação do estilo de fonte "EcoFont" em todos os computadores desta Universidade, em parceria com o Departamento de Tecnologia da Informação (DTI). O objetivo desta iniciativa é permitir a economia de tinta de impressoras (cartuchos e toners), através da tec...

Unifesp sobe posições no Ranking Universitário Folha (RUF) de 2016

Foto alunos sala

  unnamed

 

Informação sobre emissão de diplomas da Unifesp

Prezado(a),

Informamos que os diplomas da Unifesp são emitidos/registrados em ordem cronológica do recebimento no Setor de Registro de Diplomas para que todos os formados sejam tratados de forma isonômica.

O Setor de Registro de Diplomas passa por problemas estruturais, resultando em ampliação significativa no prazo de entrega dos diplomas.

Para atender a casos como o demandado sem que se cause prejuízos aos demais egressos que aguardam o registro de seus diplomas, criou-se uma rotina de comprovação de urgência por meio de documentação comprobatória, que deverá ser encaminhada por correspondência eletrônica. Para os diplomas de Graduação enviar e-mail pararegistrodediplomas@unifesp.br e para os diplomas de Pós-Graduação Stricto Sensu (mestrado acadêmico, mestrado profissional e doutorado) enviar e-mail para propgpq@unifesp.br.

http://www.unifesp.br/boletins-anteriores/item/2093-informacao-sobre-emissao-de-diplomas-da-unifesp

 

Desafio de Aplicativos Cívicos - TCU

Publicado em 13/09/2016

Buscando estimular o uso da Nuvem Cívica o TCU está promovendo o Desafio de Aplicativos Cívicos, um concurso nacional voltado aos desenvolvedores de tecnologias móveis. Fugindo da fórmula que vem sendo largamente utilizada nesse contexto, de competição de curta duração denominada genericamente dehackathon, o desafio patrocinado pelo TCU incentiva o desenvolvimento de aplicativos mais sofisticados, de maior impacto e sustentáveis, e por isso o desafio se estenderá por dois meses, quando então será feito o julgamento e premiação das melhores soluções.

http://portal.tcu.gov.br/desafio-aplicativos-civicos/o-desafio/desafio-de-aplicativos-civicos.htm

Pró-Reitores criticam congelamento de gastos públicos

Carta de Niterói

Outro teto é necessário

     Tendo a revogação do art. 2º da Emenda Constitucional nº 86, de 17 de março de 2015 em seu segundo artigo e, com seu art. 3º declarando a data de início de sua vigência, o Projeto de Emenda Constitucional – PEC nº 241, que visa criar o novo regime fiscal no âmbito da União, consolida-se no primeiro de seus três artigos ao propor alterações profundas no Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT). A exposição de motivos nº 83/2016, de 15 de junho de 2016, feita conjuntamente pelos Ministérios da Fazenda e do Planejamento, Orçamento e Gestão, elenca 25 motivos para que o poder executivo apresente ao legislativo essas mudanças constitucionais, enfatizando termos como “desequilíbrio fiscal”, “crescimento acelerado da despesa pública primária” e “expansão dos gastos públicos”.

     Assim, midiaticamente, apresentada como medida necessária para combater a crise econômica que o Brasil atravessa, a chamada PEC do teto de gastos públicos determina que o aumento desses gastos seja corrigido apenas pela inflação do ano anterior pelas próximas duas décadas, podendo ser corrigida ao atingir seu décimo ano de vigência. Na própria redação da exposição de motivos destaca-se “tal limitação não é um instrumento que resolverá todos os problemas das finanças públicas” e acrescenta “as regras aqui propostas só funcionarão se forem bem utilizadas por um governo imbuído de responsabilidade fiscal”.

     Ao afirmar que essa proposta é fundamental para combater um quadro constitucional e legal no qual “a despesa tende a crescer quando a economia cresce e viceversa”, seu considerando nº5 é claro ao exemplificar que “a esse respeito cabe mencionar a vinculação do volume de recursos destinados a saúde e educação a um percentual da receita”. Mais adiante, o considerando nº 21 reforça que “é essencial alterarmos a regra de fixação do gasto mínimo em algumas áreas, justamente para evitar que nos momentos de forte expansão econômica seja obrigatório o aumento de gastos nessas áreas e, quando da reversão do ciclo econômico, os gastos tenham que desacelerar bruscamente”.

     Os efeitos de tais medidas no que se refere à área da educação, segundo consultoria realizada pela Câmara dos Deputados, impactaria em perda de R$ 58,5 bilhões nessas duas décadas previstas de sua vigência, negligenciando a meta 20 do Plano Nacional de Educação – PNE em vigor, que estabelece a ampliação dos investimentos públicos até atingir o patamar de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2024. Embora o governo tenha acenado que a educação passaria a ser regida por essa PEC apenas em 2018, o montante dessa perda, partindo de uma base de despesas pagas oriundas de orçamentos restritos e contingenciados desde 2015, significa pelo seu grande volume de recursos, ignorar a situação atual dos vários níveis de educação e se conformar com um futuro sem avanços concretos que os sistemas educacionais demandam com urgência.

     Particularmente para o sistema de Instituições Federais de Ensino Superior – IFES, ainda na primeira década de seu processo de reestruturação e expansão iniciado em 2008 e, que incorporou expressivo número de estudantes oriundos das camadas sociais de menor poder econômico, os efeitos de uma aprovação dessa PEC 241/2016 no Congresso Nacional já estão sendo calculados e apontam para o desmonte completo de inúmeros grupos de pesquisas, de importantes projetos de extensão e a inviabilização do sonho de formação, em nível superior, de milhões de estudantes brasileiros.

     Assim, embora referenciada como totalizante no trato da despesa pública, a proposta ao fazer questão de destacar as áreas da educação e da saúde, nos impele uma vez mais à Resistência na Defesa da Educação Superior Pública e Gratuita, na qual o Sistema IFES se destaca e para tanto, como o próprio considerando nº 21 afirma e não poderia ser diferente “nada impede a sociedade, por meio de seus representantes, de definir despesa mais elevada para saúde e educação”.

     Por outro lado, com a aprovação do texto da PEC como está, pelo menos, os próximos dois presidentes da república, eleitos pelo voto popular de 2018 e 2022, estariam submetidos às decisões desse projeto, oriundas do executivo federal empoderado nesse final de 2016, sobre os gastos públicos de seus governos, principalmente nas áreas da saúde e da educação, fundamentais para o desenvolvimento de qualquer país, como demonstrado por inúmeros registros na história das nações desenvolvidas.

     Com esse entendimento, a Regional Sudeste do Fórum de Pró-Reitores de Planejamento e Administração FORPLAD, reunida em 21 de outubro de 2016, na Universidade Federal Fluminense (UFF), se insere como representação dessa resistência em favor dos recursos necessários à Saúde e à Educação e da retomada dos preceitos constitucionais sobre as liberdades individuais e da plenitude democrática em nosso país.

 

Niterói, 21 de outubro de 2016.

Regional Sudeste

do Fórum de Pró-Reitores de Planejamento e Administração das IFES - FORPLAD

 

Fonte: http://www.forplad.andifes.org.br/?q=noticiaSudesteNiteroi

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse