Linha do tempo

Categoria: A EFLCH Acessos: 965

linhadotempo eflch


[Descrição da imagem]

Infográfico contendo linha do tempo com eventos que marcaram a história da EFLCH

2006 - Parceria entre a Prefeitura de Guarulhos e a Unifesp
Assinado convênio de cooperação técnica entre a Prefeitura de Guarulhos e a Unifesp, em março de 2006, com vigência de 5 anos, para implantação do campus Guarulhos da Unifesp.

2007 - Entrada da Unifesp no REUNI
Unifesp entra no programa de apoio a planos de reestruturação e expansão das Universidades Federais (Reuni), criado pelo decreto nº 6.096/2007.

2007 - Inauguração do Campus Guarulhos
A partir do convênio firmado em 2006, o município de Guarulhos concede o terreno de dez mil metros quadrados, localizado na Estrada do Caminho Velho, 333, no distrito de Pimentas, para a Unifesp. Com a inauguração foram criados os cursos de Pedagogia, Filosofia, História e Ciências Sociais.

2008 - Construção do Refeitório do Campus Guarulhos
Em 2008 se inicia a construção do refeitório do Campus Guarulhos da Unifesp.

2009 - História da Arte e Letras: os novos cursos da EFLCH
Em 2009 são criados dois cursos na EFLCH, que já contava com outros quatro.

2011 - Linha Itaquera-Pimentas: Uma conquista dos alunos
No período entre 2010 e 2011, uma das principais reivindicações dos alunos é conquistada: a criação da linha Itaquera-Pimentas, que atende a região do metrô Itaquera, extremo da zona leste.

2012 - Greve de Estudantes da EFLCH
Alunos da graduação e da Pós-Graduação entram em Greve, seguidos do corpo docente e técnico-administrativo do Campus Guarulhos, por reivindicações ligadas à falta de infraestrutura e à condição do campus.

2013 - Transferência da EFLCH para o Centro de Guarulhos
Entre 2013 e 2016, a EFLCH é transferida provisoriamente para as antigas instalações do colégio Torricelli, no centro de Guarulhos, enquanto ocorriam as obras no terreno do campus.

2016 - Greve de estudantes e inauguração da EFLCH
Inauguração das novas e definitivas instalações, que contou com a presença do então Ministro da Educação, Aloizio Mercadante.