Miguel Roberto Jorge é eleito presidente da Associação Médica Mundial

Miguel Jorge 3

Foto: José Luiz Guerra

O professor associado do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/Unifesp) Miguel Roberto Jorge foi eleito presidente da Associação Médica Mundial (AMM). Ele ocupará o cargo da principal entidade médica do mundo no biênio 2019/2020.

A Associação foi fundada em 18 de setembro de 1947 (71 anos), quando um grupo de 27 médicos de países diferentes se reuniram em Paris, para a Primeira Assembleia Geral da AMM. A entidade é composta atualmente por 114 países, representados pelas suas associações médicas nacionais.

Estrutura

O principal órgão de decisão da AMM é a sua Assembleia Geral, que se reúne anualmente e é formada por delegações das Associações Nacionais Membro, oficiais e membros do Conselho Executivo da AMM, e representantes de membros associados (Membros associados são médicos que querem juntar-se à AMM a título individual).

Assembleia Geral

A Assembleia elege o Conselho Executivo de 2 em 2 anos, com representantes de cada uma das 6 regiões da AMM, nomeadamente África, Ásia, Europa, América Latina, América do Norte e Pacífico. Esta também elege o Presidente da AMM anualmente, sendo este o representante máximo da Associação.
O Presidente, Presidente-eleito e Presidente imediatamente anterior formam o "Presidium", sendo que estes tem a possibilidade de falar em nome da AMM e representá-la oficialmente.

Conselho Executivo

De 2 em 2 anos, o Conselho Executivo, à exceção do Presidium, elege um Presidente do Conselho que é o responsável político da organização.

O Secretário-Geral é nomeado pelo Conselho Executivo da AMM. Este está empregado a tempo inteiro na sede, uma vez que é o chefe executivo das unidades operacionais da AMM.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Associa%C3%A7%C3%A3o_M%C3%A9dica_Mundial