Terça, 10 Mai 2022 08:49

Em visita à Unifesp, ministro da Saúde autoriza recursos para a Radioterapia do HSP/HU

Queiroga destaca importância do hospital universitário para assistência, ensino e pesquisa e afirma atuar em conjunto com o objetivo de recuperá-lo

Por Denis Dana

Em visita à reitoria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) ocorrida na última sexta-feira, 6 de maio, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, assinou uma Ordem de Serviço para iniciar execução de solução de Radioterapia no Hospital São Paulo, hospital universitário (HSP/HU Unifesp), no valor de R$ 3.241.803,14 (três milhões, duzentos e quarenta e um mil, oitocentos e três reais e quatorze centavos). Na ocasião, o ministro também ouviu as principais demandas do hospital com relação ao seu plano de recuperação, diante do desafio de fortalecer as ações tanto assistências quanto acadêmicas do hospital-escola. Queiroga estava acompanhado por Maíra Botelho, secretária de Atenção Especializada em Saúde, Sandra Barros, secretária de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde, além de Fabíola Rodrigues Lima, assessora da SCTIE.

Pela Unifesp, estiveram presentes o reitor da universidade Nelson Sass, Raiane Assumpção, vice-reitora, Dan Levy, assessor de Relações Institucionais, Larissa Beltramim, assessora de Gestão e Normas, Fulvio Scorza, diretor da Escola Paulista de Medicina (EPM) e presidente do ConsEHSP, Marcelo Fonseca, chefe de gabinete da EPM, além de Alexandre Balsanelli, diretor da Escola Paulista de Enfermagem (EPE), Janine Schirmer, vice-diretora da EPE, David Pares, diretor da Unidade Gestora Hospital Universitário/Unifesp, Sue Sun, diretora do Hospital Universitário II (HU2), Walter Lima, diretor de Comunicação da Unifesp, Alvaro Nagib Atallah, diretor da Cochrane do Brasil, e Nacime Mansur, superintendente do HSP.

Após a assinatura, autorizando a destinação de recursos para a execução das obras e instalação de equipamentos de infraestrutura, com fornecimento de material e mão de obra para a implantação de solução específica para o setor de Radioterapia, no âmbito do Plano de Expansão de Radioterapia do SUS, o ministro Queiroga ouviu de Nelson Sass, reitor da Unifesp, e Nacime Mansur, superintendente do HSP, as demandas mais urgentes para a sequência do plano de recuperação do hospital-escola.

"O nosso complexo acadêmico-assistencial tem enorme importância que vai além do atendimento à população, passando pelas questões de formação em excelência de tantos profissionais de saúde e chega às questões de pesquisa, que tanto contribuem para a difusão do conhecimento, com base em evidências científicas. O grande desafio é superar as dificuldades estruturais que temos passado. Para isso, estamos trabalhando fortemente e em conjunto nas ações emergenciais e estruturantes com os gestores estaduais e municipais para a melhoria das condições acadêmico-assistenciais, mas precisamos também da compreensão e apoio do âmbito federal para que este complexo atue com o vigor necessário que o fez tão reconhecido", disse Sass.

Acompanhando o reitor da Unifesp, o superintendente do HSP falou sobre as maiores dificuldades do hospital e destacou a necessidade de uma frente perene de recursos. "Iniciamos um plano de recuperação e reestruturação do hospital e estamos buscando alternativas para reduzir custos e aumentar a produção, mas precisamos de uma fonte permanente de recursos para o custeio, que é hoje o maior obstáculo para a sua sustentabilidade".

O ministro da Saúde ouviu atentamente e ao ressaltar a relevância da EPM e do hospital universitário como referência para médicos(as) e todos os profissionais de saúde do país na assistência, no ensino e na pesquisa, concordou "que é preciso trabalhar juntos para que o complexo se mantenha como essa referência e com sua trajetória de sucesso e de ampla contribuição ao SUS".

"Temos que buscar uma solução definitiva, de forma a se garantir que o hospital seja sustentável. Estamos reformulando algumas políticas públicas com o objetivo de aplicar melhor e destinar os recursos para instituições como essa", afirmou Queiroga.

A partir do encontro com o ministro, deve ser construída uma agenda de reuniões técnicas em Brasília para desdobramentos das parcerias, por meio de interlocuções que a reitoria da Unifesp, a Diretoria da UG HU Unifesp, EPM, EPE e SPDM têm feito com os gestores nos âmbitos municipal, estadual e federal em busca do fortalecimento de ações e recursos para a recuperação do HSP/HU, de forma a garantir o atendimento assistencial bem como o ensino, formação e pesquisa do hospital-escola.

Lido 611 vezes Última modificação em Sexta, 10 Junho 2022 11:19

Mídia