Terça, 17 Abril 2018 15:49

Estudantes do ICT/Unifesp projetam aparelho de laboratório em impressão 3D, com custo 90% menor

Equipamento, que é muito usado na produção de pesquisas, será disponibilizado para reprodução junto à comunidade científica

Por Ana Cristina Cocolo

EquipeForgersPortal1
Estudantes do grupo de robótica Forgers entregam o aparelho para a Prof.ª Dayane Batista Tada (Crédito da foto: Equipe Forgers)

Estudantes da equipe Forgers, grupo de robótica formado por docentes, pós-graduandos e graduandos do Instituto de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal de São Paulo (ICT/Unifesp) – Campus São José dos Campos, desenvolveram um aparelho de agitação para soluções e suspensões químicas/bioquímicas, muito utilizado em laboratórios de pesquisas, com apenas 10% do valor praticado em mercado, que é de R$ 5 mil.

As tecnologias utilizadas que possibilitaram o desenvolvimento do equipamento a um custo tão baixo foram a plataforma Arduino – sistema de código aberto (hardware e software) para prototipação rápida de eletrônica – e a impressão 3D.

Mateus Sousa Franco e Everton da Silva Coelho, responsáveis pelo desenvolvimento o projeto, são alunos do 4º e 5º anos, respectivamente, do curso de graduação em Engenharia de Computação do ICT/Unifesp. A construção do aparelho foi encomendada por Dayane Batista Tada, professora pesquisadora adjunto do instituto, e financiada com recursos de projeto de pesquisa da docente, concedido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações para incentivo à pesquisa no Brasil.

O equipamento está em fase de testes e terá seu projeto compartilhado, em breve, para reprodução junto à comunidade científica por meio de uma plataforma ou repositório online conhecidos por disponibilizar gratuitamente esses tipos de projetos.

De acordo com Fabio Augusto Faria, professor adjunto do ICT/Unifesp e coordenador da equipe Forgers, a ideia é buscar parceiros que queiram ajudar no aperfeiçoamento do aparelho, principalmente em sua parte estrutural. “Nossa intenção é tornar o projeto mais robusto para produção em larga escala e assim atendermos a demanda já existente dentro de nossa instituição”, afirma. “Atualmente, nossa estrutura de laboratório de desenvolvimento de projetos e o acesso a materiais são limitados”.

EquipeForgersPortal2
Aparelho de agitação para soluções e suspensões químicas/bioquímicas desenvolvido pelo grupo (Crédito da foto: Equipe Forgers)

Grupo de robótica Forgers

Fundado por dois alunos de graduação em Engenharia de Computação, Lucas Vecchete e Pedro Gaiarsa, o grupo de robótica Forgers nasceu em 2014, dentro do ICT/Unifesp, com o intuito de difundir o ensino dessa tecnologia não só entre os frequentadores do campus universitário, mas também dentro da cidade. A iniciativa deu tão certo que, em curto espaço de tempo, o grupo cresceu e conseguiu tornar-se parte do Robótica sem Fronteiras, programa de extensão da Unifesp também coordenado pelo docente Fabio Augusto Faria, que visa à pesquisa e à multiplicação do ensino de robótica. Atualmente, a equipe desenvolve diversos trabalhos junto às escolas públicas da região, levando ensinamento de robótica utilizando kits da Lego por meio do projeto de extensão Treinamento para Olimpíada de Robótica.

 

Lido 1432 vezes Última modificação em Quinta, 26 Abril 2018 17:14

Mídia

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse