Quarta, 12 Fevereiro 2020 13:32

Projeto de pesquisa da Unifesp inspira políticas públicas em Santos

Mestrado foi concluído no Programa Interunidades de Pós-Graduação em Análise Ambiental Integrada (PPGAAI)

PPGAAI Unifesp portal
Da esq. p/ a dir.: Patrícia Martin Alves, Cláudia Cristiane Giglio Brito e Zysman Neiman

A dissertação de mestrado de Cláudia Cristiane Giglio Brito, que propôs o estabelecimento da interação e conectividade entre os gestores das unidades de Educação Ambiental do município de Santos/SP, tem possibilitado a implantação de importantes políticas públicas, após sua conclusão no Programa Interunidades de Pós-Graduação em Análise Ambiental Integrada (PPGAAI), dos campi Diadema e Baixada Santista da Unifesp.

Já em dezembro de 2017, a prefeitura publicou no Diário Oficial do Município um decreto que constituiu a Comissão Intersetorial de Educação Ambiental (CISEA), proposta defendida na dissertação e que foi consolidada graças à atuação da sua autora, que é analista ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e se tornou presidente da CISEA, além de vice-presidente da Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental de Santos (CIMEA).

Após essa importante conquista, houve o estabelecimento de uma parceria institucional com Patrícia Martin Alves, outra ex-egressa do curso de Mestrado em Análise Ambiental Integrada, para coordenar uma série de oficinas, com o intuito de elaborar o Programa Municipal de Educação Ambiental (ProMEA). Utilizando a equipe da Futura, sua empresa de consultoria, Patrícia organizou e mediou quatro oficinas com os diversos órgãos da prefeitura e, com participação da sociedade civil de Santos, elaboraram a versão final do programa, que foi lançado oficialmente no dia 11/2.

PPGAAI Unifesp capa

Segundo Marcos Libório, secretário municipal de Meio Ambiente, o ProMEA " foi construído por meio de um processo formativo para a integração entre a teoria e a prática, a academia e a gestão, o poder público e a sociedade, fomentando o diálogo e a cooperação entre todos os atores da Educação Ambiental de Santos, no seu planejamento e execução que perpasse as administrações e que represente os anseios reais da população, contemplando a educação formal e a não-formal de forma permanente, continuada, articulada, contribuindo para a criação e institucionalização das políticas públicas locais".

Para o professor Zysman Neiman, orientador do PPGAAI do Campus Diadema que colaborou com o trabalho das ex-alunas, "a iniciativa de Santos deve ser comemorada como mais uma dessas ações pioneiras que consolidarão um destino mais sustentável para os cidadãos do futuro. O Programa Municipal de Educação Ambiental de Santos permitirá a compreensão de que apenas o fortalecimento das ações coletivas, considerando deveres e direitos, é capaz de gerar transformações de processos que têm se mostrado ineficientes e insustentáveis. Com a aprovação deste documento, Santos se alia aos maiores esforços mundiais para construção de sociedades mais justas, equitativas, sustentáveis e prósperas".

A Unifesp e seus pesquisadores, dessa forma, deram um ótimo exemplo de como é possível a aproximação da pesquisa com a execução e projetos de extensão que culminem na formulação de políticas públicas que beneficiem a sociedade, cumprindo assim seu papel social.

PPGAAI Unifesp portal1
Evento de lançamento do Programa Municipal de Educação Ambiental de Santos, realizado no dia 11/2

 

Lido 1833 vezes Última modificação em Segunda, 29 Junho 2020 14:33

Mídia