Quarta, 03 Novembro 2021 11:42

Mestranda do IMar/Unifesp recebe Prêmio Jovem Brasileiro 2021

Luiza dos Santos Amâncio foi premiada na categoria Meio Ambiente e Sustentabilidade - Ambipar, representando o Projeto Maré de Ciência

A mestranda do IMar/Unifesp e jovem embaixadora do projeto Maré de Ciência com o troféu do Prêmio Jovem Brasileiro em mãos (Foto: Arquivo Pessoal)

A mestranda do IMar/Unifesp e jovem embaixadora do projeto Maré de Ciência com o troféu do Prêmio Jovem Brasileiro em mãos (Foto: Arquivo Pessoal)

A mestranda do Instituto do Mar da Universidade Federal de São Paulo (IMar/Unifesp) - Campus Baixada Santista Luiza dos Santos Amâncio foi premiada na categoria Meio Ambiente e Sustentabilidade - Ambipar na 20.ª edição do Prêmio Jovem Brasileiro, representando o projeto Maré de Ciência, do qual é jovem embaixadora. O prêmio foi entregue no último dia 28 de outubro e os vencedores são indicados por meio de votação do público pela internet, e também por uma comissão julgadora especializada em cada categoria.

Criado em 2018, o projeto Maré de Ciência é uma proposta inovadora de difusão científica e engajamento para fortalecer a interface entre ciência, políticas públicas e sociedade, sempre com o foco de transformar realidades a partir da construção de saberes com as pessoas que participam das ações.

“É uma emoção enorme. Fiquei até sem palavras para agradecer a todos que me ajudaram a chegar a esse troféu. Sempre tive muito apoio de todos os meus professores, amigos e família. Vencer na categoria de Sustentabilidade e Meio Ambiente esse ano foi muito significativo por ter sido a edição de 20 anos do Prêmio Jovem Brasileiro e o ano de início da Década do Oceano” celebra Luiza. A premiação foi recebida em razão do trabalho de letramento cientifico com as crianças e jovens da Vila Gilda.

A co-coordenadora do projeto Maré de Ciência, Tatiana Martelli Mazzo, afirma que receber o Prêmio Jovem Brasileiro 2021, na categoria Sustentabilidade e Meio Ambiente, vai muito além do reconhecimento do trabalho que desenvolvido pela equipe. “O Programa Maré de Ciência e a Unifesp recebem este importante destaque, mas quem ganha mesmo é toda a sociedade. No momento da premiação, mais de 500 mil pessoas estavam assistindo ao vivo portanto, a Educação, a Ciência e a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável ganharam visibilidade em um espaço plural e tão importante que é o público jovem”.

A docente também enalteceu a conquista da pós-graduanda. “Luiza representou o Maré de Ciência, a Unifesp e o valioso papel da juventude para a promover a mudança necessária para alcançarmos um futuro efetivamente sustentável. Logo, foi uma excelente oportunidade para inspirar e convidar a juventude, para se engajarem em prol do meio ambiente e da sustentabilidade”, finaliza.

Conheça mais sobre o projeto premiado:



Lido 478 vezes Última modificação em Segunda, 17 Janeiro 2022 17:12

Mídia