Sexta, 17 Dezembro 2021 16:01

Em visita à Unifesp, vice-governador e secretário da Saúde de SP anunciam repasse de R$ 66,9 milhões para HSP

Rodrigo Garcia e Jeancarlo Gorinchteyn destacam trabalho do hospital durante a pandemia e garantem recursos permanentes por meio do programa Mais Santas Casas

Por Denis Dana

Vice-governador e secretário de Saúde de São Paulo assinaram repasse de R$ 66,9 milhões ao Hospital São Paulo (HSP)
Vice-governador e secretário de Saúde de São Paulo assinaram repasse de R$ 66,9 milhões ao Hospital São Paulo (HSP)

Na sexta-feira (17/12), o vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, e o secretário da Saúde do Estado, Jeancarlo Gorinchteyn, em visita ao Campus São Paulo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), anunciaram o repasse de R$ 66,9 milhões ao Hospital São Paulo, o hospital universitário (HSP/HU Unifesp), dos quais R$ 6 milhões a serem disponibilizados ainda neste mês de dezembro e o restante em 2022. O recurso é destinado pelo governo estadual por meio do programa Mais Santas Casas, que repassará R$ 1,8 bilhão para as Santas Casas e hospitais filantrópicos, e vem num momento importante, em que a instituição tem como grande desafio sua sustentabilidade.

Além de Rodrigo Garcia e Jeancarlo Gorinchteyn compuseram a mesa da cerimônia de assinatura da autorização para a liberação de recursos financeiros para custeio do HSP Nelson Sass, reitor da Unifesp, Fúlvio Scorza, diretor da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), Alexandre Pazetto Balsanelli, diretor da Escola Paulista de Enfermagem (EPE/Unifesp), e Ronaldo Laranjeira, presidente da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM).

Na condução do evento, José Roberto Ferraro, diretor-superintendente do HSP, enalteceu a importância do momento, lembrando que “o Hospital São Paulo cumpriu e segue cumprindo seu papel da melhor maneira possível, no combate à pandemia, tendo atendido mais de 28 mil pacientes nesse período, com mais de duas mil altas somente de pacientes internados com covid-19, bem como em outras atuações em benefício do cidadão da cidade, do estado e até mesmo de outras regiões e que, para seguir com sua missão, tem como desafio sua sustentabilidade”.

Ferraro destacou também o trabalho incansável de todos os profissionais durante o período de pandemia e reforçou a importância da chegada de recursos para o hospital. “Precisamos estar vivos para atender, dar assistência e seguir com toda a produção de conhecimento”.

O diretor superintendente do HSP, José Roberto Ferraro
O diretor-superintendente do HSP, José Roberto Ferraro

A força e empenho dos profissionais da saúde na pandemia também foram destacados por Ronaldo Laranjeira, presidente da SPDM, que aproveitou sua fala para ressaltar a contribuição da entidade “com a contratação de mais de dois mil leitos para o atendimento de milhares de pacientes com covid-19 numa forte rede acadêmico-assistencial de muita relevância para o estado de São Paulo. Laranjeira ainda ressaltou a importância da união entre os gestores, “de modo que o case da saúde no estado possa seguir sendo um case mundial”.

Complexo de formação e de assistência

Em seu agradecimento pela visita do vice-governador e do secretário da Saúde do Estado de SP e pelo repasse de recursos ao Hospital São Paulo, Nelson Sass, reitor da Unifesp, falou sobre a relevância da universidade como complexo de formação e de assistência para o estado e para o país, extrapolando a área da saúde e permeando todas as áreas do conhecimento, através de seus campi. “A história da Unifesp, que teve origem na EPM mas logo expandiu para outros campos do saber, mostra toda a sua vocação no ensino, na formação, na assistência e na produção de conhecimento. Precisamos que a estruturação de tudo isso permaneça estável para que a universidade mantenha a perenidade e a evolução de sua vocação. Por isso, esse momento é de grande importância para nós e nos deixa muito honrados”.

O reitor da Unifesp, Nelson Sass
O reitor da Unifesp, Nelson Sass

A múltipla importância da Unifesp e de seu hospital universitário também foi abordada por Jeancarlo Gorinchteyn. “Sinto-me honrado em estar aqui, um templo que é alicerçado em quatro pontes: assistência, ciência, ensino e inovação. Esse conjunto permitiu que juntos, pudéssemos enfrentar a pandemia e transformar o nosso estado em case de sucesso para todo o mundo. Sabemos das dificuldades de custeio que o hospital enfrenta e o repasse desse recurso vem justamente para que o HSP siga em sua honrosa atuação de acolher, atender e proteger a população de São Paulo”.

A cerimônia foi finalizada pelo vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia. Ele agradeceu o apoio e a dedicação de todos os profissionais do HSP no combate à pandemia, “para que o estado contribuísse decisivamente na contenção do número de mortes por covid-19”.

“A pesquisa e a ciência foram e sempre serão nossos balizadores. Vocês desempenham um importante papel no estado e o governo reconhece isso. A inserção do HSP no programa Mais Santas Casas permitirá a entrada de recursos de forma permanente, para que nós, governo estadual e instituições de saúde do estado possamos seguir sendo exemplo e motivo de orgulho para nossos cidadãos”, concluiu Garcia.

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia
O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia

Além de celebrar a assinatura da liberação de recursos financeiros, em nome da Unifesp, do HSP e da SPDM, José Roberto Ferraro homenageou Garcia e Gorinchteyn com placas parabenizando o governo pela gestão no enfrentamento à covid e por suas incontestáveis contribuições para a área pública da saúde.

O evento contou com as presenças de Raiane Assumpção, vice-reitora da Unifesp, José Osmar Medina Pestana, diretor do Hospital do Rim, Eduardo Ribeiro Adriano, secretário-executivo de Saúde do Estado de São Paulo, além do ex-vereador Gilberto Natalini e de superintendentes de instituições afiliadas da SPDM.


*Fotos: Alex Reipert

Lido 1264 vezes Última modificação em Segunda, 10 Janeiro 2022 14:32

Mídia