Equipe Assessoria de Imprensa

Ex-Libris SP

Alexandre Milanetti (16) 99783-4305
Denis Dana (11) 98726-2609
Jayme Brener
Pedro De Biasi

Telefone: (11) 3266-6088, ramal 208
E-mail: imprensa@unifesp.br


Quarta, 30 Março 2022 08:53

Academia Brasileira de Ciências será presidida por Helena Nader

Biomédica e professora titular da Unifesp será a primeira mulher a presidir a ABC

HelenaNader presidenteABC portal
Foto: Divulgação/ABC

A Academia Brasileira de Ciências (ABC) elegeu nesta terça-feira (29/3), pela primeira vez em sua história de 105 anos, uma mulher como presidenta. A escolha de Helena Bonciani Nader, biomédica e professora titular da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), foi feita em eleição durante a Assembleia-Geral da entidade, contando com 398 votos a favor e 22 abstenções. Nader encabeçou chapa única neste pleito e será empossada durante a Reunião Magna da ABC, que será realizada entre os dias 3 e 5 de maio próximo, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro (RJ), assumindo o cargo pelo triênio 2022-2025.

Ocupando desde 2019 a vice-presidência da ABC, Helena Nader assumirá a cadeira do físico Luiz Davidovich. O químico Jailson Bittencourt de Andrade, professor aposentado da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e atuante no Centro Universitário Senai-Cimatec, será o novo vice-presidente.

"Me considero uma pessoa privilegiada por ter tido tantas oportunidades na vida e por estar agora presidindo, como mulher, uma instituição centenária, ao lado de uma diretoria da mais alta qualidade. Espero que possamos motivar ainda mais a ciência brasileira", comemorou a pesquisadora. 

Durante a carreira, Helena Nader conciliou atividades de pesquisa ao exercício de cargos administrativos em destacadas instituições científicas, como a presidência da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), entre 2011 e 2017, entidade onde atualmente é a presidente de honra. A pesquisadora da Unifesp também ocupou a presidência da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq) nos anos de 2009 e 2010 e é co-presidenta da Rede Interamericana de Academias de Ciências (IANAS).

Com bacharelado em Ciências Biomédicas pela Unifesp e licenciada em Biologia pela Universidade de São Paulo (USP), Helena Nader tem como objeto de pesquisa a heparina, um composto que evita a coagulação do sangue e impede a formação de trombos. A pesquisadora é bolsista de produtividade nível 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), publicou mais de 380 artigos em qualificadas revistas científicas internacionais e já formou 46 mestres e 51 doutores. 

Nascida na cidade de São Paulo em 1947, passou a infância com os pais e a irmã na capital paulista e em Curitiba (PR). Depois da graduação, ingressou direto no doutorado em Ciências Biológicas na Unifesp sob a orientação do acadêmico Carl Peter Von Dietrich (1936-2005), que viria a ser seu companheiro por 22 anos e pai de sua filha Julia. Em 1977, fez pós-doutorado na mesma área pela Universidade do Sul da Califórnia (EUA).

A pesquisadora também se destacou desde o início da carreira pelo posicionamento ativo em defesa da ciência, tecnologia, inovação e educação brasileira. Promover a igualdade de gênero e pluralidade na ciência também são pautas prioritárias para a professora Helena Nader. O resultado da eleição, inclusive, reforça um movimento da ABC por maior representatividade de gênero em seus quadros. Recentemente, a entidade também elegeu pela primeira vez mais mulheres do que homens como membros titulares para o ano de 2022 (foram escolhidos 13 nomes para a categoria, dos quais oito são mulheres).

*Com informações da Assessoria de Imprensa da ABC

Lido 775 vezes Última modificação em Sexta, 08 Abril 2022 17:28

Mídia