Lavinia Silvares nacionalidade brasileira

Universidade Federal de São Paulo

Escola de Filosofia

Programa de Pós-Graduação: Letras

E-Mail: lavinia.silvares@unifesp.br


28
6
Pular gráfico
De 2015 a 2024
Trabalhos publicados
Participações em projetos

Resumo

Professora Associada de Literaturas de Língua Inglesa na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) desde 2009 e docente permanente do Programa de Pós-graduação em Letras (PPGL-UNIFESP). Realizou o Doutorado (Direto) e o Pós-doutorado na Universidade de São Paulo (USP), com etapas de pesquisa na Universidade de Michigan, na Folger Shakespeare Library, na Universidade de Cambridge, entre outras. Autora do livro Nenhum Homem é uma Ilha: John Donne e a Poética da Agudeza (São Paulo: Fap-UNIFESP, 2015), finalista do Prêmio Jabuti na categoria de Teoria Literária em 2016. Atua no campo de estudos de Poética e Retórica, sobretudo em conexão com a poesia e o teatro dos séculos 16 e 17. Tem publicações sobre a poesia metafísica inglesa, o teatro popular elisabetano, a retórica em Shakespeare, a poética do wit, entre outros temas. Foi membro eleito do Conselho da International Society for the History of Rhetoric (ISHR), é membro permanente da Renaissance Society of America (RSA) e membro fundador da Sociedade Brasileira de Retórica (SBR), na qual atuou como vice-presidente e titular do Conselho Deliberativo.

Fonte: Lattes CNPq

Nomes em citações bibliográficas

SILVARES, Lavinia;SILVARES, LAVINIA


Exportar dados

Exportar produção no formato BIBTEX


Perfis na web


Tags mais usadas

Pular nuvens de palavras

Idiomas

Inglês

Compreende bem, Fala bem, Lê bem, Escreve bem

Francês

Compreende razoavelmente, Fala nao_informado, Lê bem, Escreve razoavelmente

Latim

Compreende nao_informado, Fala nao_informado, Lê razoavelmente, Escreve nao_informado

Espanhol

Compreende bem, Fala nao_informado, Lê bem, Escreve bem


Formação

  • Doutorado em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês

    No man is an Island: John Donne e a poética da agudeza na Inglaterra no século XVII (doutorado direto)

    Literaturas Estrangeiras Modernas

    Orientação: John Milton

    Universidade de São Paulo

      Desde 2008

  • Graduação em duplo bacharelado português-inglês

    As imagens na poesia de John Donne

    Orientação: John Milton

    Universidade de São Paulo

    1999 a 2003

  • Produção


    2023


    • ?Entre la discreción y la locura?: uma breve análise da categoria histórica da discrição em Dom Quixote de la Mancha, de Miguel de Cervantes (2023)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Conteúdo completo

      Fonte: REVISTA LETRAS (UFSM/ON-LINE) , v. 32 , p. 71


    2021


    • Retórica e romance histórico apontamentos sobre The Antiquary (1816), de Walter Scott (2021)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Conteúdo completo

      Fonte: CADERNOS DE PESQUISA DO CDHIS (UFU. IMPRESSO) , v. 34 , p. 43


    2020


    • Hip-hop Lear: referências intermidiáticas da peça Rei Lear (1606), de Shakespeare, no seriado Empire ? Fama e Poder (2015 ?) (2020)

      Artigo publicado

      Autores: Guilherme Fernandes Lima; Lavinia Silvares

      Conteúdo completo

      Fonte: Revista Letras Raras , v. 9 , p. 124

    • Terminologias de denominação do chamado povo Bushman: cultura oral e tradição na África do Sul (2020)

      Artigo publicado

      Autores: CALDERON, ELIZABETE CAROLINA TENORIO; Lavinia Silvares

      Conteúdo completo

      Fonte: Revista do GEL (Araraquara) , v. 17 , p. 46

    • Hidra Vocal: Estudos Sobre Retórica e Poética (2020)

      Livro publicado ou organizado

      Autores: Lavinia Silvares; CARVALHO, Maria do Socorro Fernandes; Marcelo Lachat

      Fonte:

    • A Visão Imaginária: Apontamentos sobre Imaginação e Retórica na Inglaterra de William Shakespeare (2020)

      Capítulo de livro publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Hidra Vocal: Estudos Sobre Retórica e Poética , p. 239


    2019


    • -My Soul?s Imaginary Sight-: renaissance poetics and the notion of imagination (2019)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Conteúdo completo

      Fonte: REVISTA LETRAS (UFSM/ON-LINE) , p. 33

    • ?Para o Fantasma de Marcial?: Emulação e Agudeza no Epigrama Inglês dos Séculos XVI e XVII (2019)

      Capítulo de livro publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Tradução e Tradição: A Herança Latina no Renascimento , p. 61


    2018


    • Cortesia e a Guerra de Engenhos em Trabalhos de Amor Perdidos (2018)

      Capítulo de livro publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Shakespeare no Brasil: Relendo Linguagens, Recriando Textos, Inovando Produções , p. 33

    • Shakespeare Platônico: Peça traz homoerotismo e amores não realizados (2018)

      Textos em jornais de notícias/revistas

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Folha de São Paulo - Caderno Ilustríssima , p. 6


    2017


    • -ENGENHOSO ARTIFÍCIO-: O EMBLEMA E SUA APROPRIAÇÃO NO TEATRO DE SHAKESPEARE (2017)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Conteúdo completo

      Fonte: Revista Gragoatá (UFF) , v. 22 , p. 727

    • The deep search of knowledge: George Chapmans Glosses in The Shadow of Night (1594) (2017)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: ACTA SCIENTIARUM. LANGUAGE AND CULTURE (IMPRESSO) , v. 39 , p. 321

    • Triste fim do nosso parentesco?: uma resenha do livro Os Dois Primos Nobres, de William Shakespeare e John Fletcher (2017)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: MORUS (UNICAMP) , v. 11 , p. 629


    2016


    • Uma relação turbulenta (2016)

      Tradução

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte:


    2015


    • Nenhum Homem é uma Ilha: John Donne e a Poética da Agudeza (2015)

      Livro publicado ou organizado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte:


    2014


    • O Escuro Quarto Vivo: Agudeza e Obscuridade em The Flea , de John Donne (2014)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Floema , v. 10 , p. 65


    2013


    • Retórica y poética en la Inglaterra isabelina: Ciceronianus (1577) de Gabriel Harvey (2013)

      Trabalhos em eventos

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Resúmenes del I Congreso Internacional de Retórica e Interdisciplina , p. 5

    • A Poetical Dimension: retórica e poesia em The Arcadian Rhetorike (1588), de Abraham Fraunce (2013)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Letras Clássicas (USP) , v. 13 , p. 69

    • GUERRA DE OLHARES: EMULAÇÃO E AGUDEZA EM VÊNUS E ADÔNIS (1593), DE WILLIAM SHAKESPEARE (2013)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Matraga (Rio de Janeiro) , v. 20 , p. 47


    2012


    • He cals her the soule of the Night: as glosas de George Chapman em The Shadow of Night (1594) (2012)

      Trabalhos em eventos

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Annual Meeting Program and Abstract Book , p. 12

    • Um retrato de John Donne: apontamentos sobre o gênero encomiástico (2012)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Conteúdo completo

      Fonte: Acta Scientiarum. Language and Culture (Online) , v. 34 , p. 31


    2009


    • A poesia inglesa e a retórica aristotélica: a atualidade dos discursos poéticos e preceptivos no século XVI (2009)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Viso : Cadernos de Estética Aplicada , v. 6 , p. 1

    • John Donne satirista: metáfora, engenho & arte (2009)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Gragoatá (UFF) , v. 26 , p. 187


    2008


    • Categorias históricas de discrição, juízo e prudência em Don Quijote de la Mancha (2008)

      Trabalhos em eventos

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Anais do XI Congresso Internacional da Abralic

    • Uma carta de Gabriel Harvey a Edmund Spenser (2008)

      Artigo publicado

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Cadernos de Literatura em Tradução , v. 9 , p. 259


    2007


    • A metáfora aguda em John Donne (2007)

      Trabalhos em eventos

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: Anais do Seta , p. 355


    2006


    • Engenho e agudeza em John Donne (2006)

      Trabalhos em eventos

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte: I EPOG - Encontro de pós-graduandos da FFLCH-USP , p. 109


    2001


    • Baudelaire em português e inglês (2001)

      Tradução

      Autores: Lavinia Silvares

      Fonte:

    Atuações

    Universidade de São Paulo

    • Estágio docente (PAE)

      Outro (estagiária)

      2005 a 2007

    • pós-doutoranda no DLCV-USP

      2009 a 2009

    Núcleo Sócio-Educativo de Paraisópolis

    • instrutora voluntária de Língua Portuguesa

      2002 a 2003

    Universidade Federal de São Paulo - campus Guarulh

    • Associado I

      Desde 2009

    Itinerarios (UNESP. Araraquara)

    • Revisor de periódico

      2011 a 2011

    Crop (FFLCH/USP) (Cessou em 2006)

    • Revisor de periódico

      2010 a 2010

    Texto Poético

    • Revisor de periódico

      2010 a 2010

    Folger Shakespeare Library

    • pesquisador

      Reader

      2010 a 2010

    University of Michigan

    • pesquisador de Doutorado

      Pesquisador

      2007 a 2007

    University of Cambridge

    • pesquisador

      Pesquisador

      2015 a 2015

    Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

    • Revisor de projeto de fomento

      2020 a 2020

    • Revisor de projeto de fomento

      2021 a 2021

    • Revisor de projeto de fomento

      Desde 2022

    CERRADOS (UNB. IMPRESSO)

    • Revisor de periódico

      2020 a 2020

    International Society for the History of Rhetoric

    • Council Member

      Conselheira Titular

      2017 a 2022

    Ensino

    Orientações e supervisões

    Dissertação de mestrado em andamento

    • Monique Bonfim de Araújo

      O LUGAR CRIATIVO DA FANTASIA: TOLKIEN E A POSITIVIDADE DA IMAGINAÇÃO

      Letras

      Universidade Federal de São Paulo

      Desde 2022

    Dissertação de mestrado concluídas

    • RICARDO PERES DE ALMEIDA

      A Tradução no Concreto: Análise de alguns aspectos das traduções de poemas concretos

      Letras

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2021

    • Daniela de Souza Mendonça

      DA DISTOPIA AO MONÓLOGO INTERIOR: O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DAS PERSONAGENS FEMININAS NO ROMANCE O CONTO DA AIA

      Letras

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2021

    • Andressa Mariano Gonçalez

      DE OLHOS BEM ABERTOS NAS MULHERES KUBRICKIANAS ? UMA LEITURA FEMINISTA

      Letras

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2020

    • Guilherme Fernandes Lima

      Hamlet em uma motocicleta: transposições midiáticas das tragédias shakespearianas ocorridas na terceira era de ouro da televisão americana

      Letras

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2019

    • Elizabete Carolina Tenório Calderon

      Oralidade, Tradição e Fluidez em South-African Folk-Tales, de James A. Honey

      Letras

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2019

    Gestão

    Universidade Federal de São Paulo - campus Guarulh

    • COORDENADORA DE BACHARELADO DO CURSO PORTUGUÊS-INGLÊS

      Curso de Letras

        Desde 2023

    • VICE-COORDENADORA DO CURSO DE PORTUGUÊS-INGLÊS LICENCIATURA

      Curso de Letras

        Desde 2023

    Pesquisa

    Universidade de São Paulo

    • Grupo de Pesquisa REPÚBLICA DAS LETRAS - Estudos da Literatura Renascentista (USP)

      O grupo de pesquisa ?República das Letras? nasceu da reunião institucionalmente organizada de pesquisadores que vinham se dedicando há anos ao estudo de textos escritos em latim na época do Renascimento Europeu. Essas obras costumam ser convencionalmente agrupadas sob o rótulo de Literatura Neolatina. A abordagem dos textos renascentistas privilegia a sua relação com as obras da Antiguidade Clássica que lhes servem de modelo. Dessa forma, além do estudo do texto renascentista em si, há uma pesquisa constante de todos os elementos da literatura latina clássica (questões retóricas, poéticas, métricas, estilísticas, linguísticas, etc), pois eles estão presentes nas obras que imitam e emulam os antigos. Consequentemente, o resultado das pesquisas, em consonância com os objetivos do grupos, tanto traz à tona obras praticamente desconhecidas do início da Época Moderna (por meio de traduções, estudos, análises literárias, etc), quanto ilumina elementos dos textos da literatura latina clássica que foram objeto das imitações dos escritores humanistas, investigando ainda, no âmbito da Recepção dos Clássicos, os efeitos resultantes da intertextualidade e as próprias relações que se estabelecem a partir daí.

      Desde 2011

    • Poesia Caribenha e Resistência Política

      Por meio da figuração poética em sua obra, o poeta Edward Kamau Brathwaite propõe uma resistência ao etnocentrismo ao trabalhar discursos de tradições culturais diversas, construindo a identidade caribenha como pluralista. Nesse projeto de Iniciação Científica, intencionamos mostrar como essas figurações operam em poesia, apontando imagens que conformam discursos em confronto.

      Autores: Lavinia Silvares, Ricardo da Cunha Lima, Bianca Fanelli Morganti, Elaine Cristine Sartorelli, Fabrina Magalhães Pinto, Fernando Gorab Leme

      2001 a 2002

    • Metáforas Metafísicas na Poesia de John Donne

      Na pesquisa de Iniciação Científica, propus examinar a poesia de John Donne (1572-1631) pela perspectiva do âmbito mais amplo das práticas de representação dos meios letrados das cortes do século XVII. Pressupondo a vigência de uma instituição retórica cujos preceitos condicionavam a prática poética, adotei uma metodologia de pesquisa que flexibiliza os limites classificatórios da historiografia oitocentista posteriormente impostos aos poetas do século XVII.

      Autores: Lavinia Silvares, Laura Izarra

      2002 a 2003

    • Categorias históricas de wit e engenho: uma proposta de reavaliação crítica da poesia metafísica inglesa na história literária?

      Historicizando a categoria ?wit?, pretende-se apontar o embasamento doutrinário que a significava à época da poesia engenhosa de John Donne, William Shakespeare, Luis de Góngora e outros. Em seguida, a partir do exame de enunciados poéticos e críticos de autores selecionados do século XIX, intenciona-se evidenciar os critérios pelos quais a chamada ?poesia metafísica inglesa? foi inserida pela primeira vez no cânone literário. Este projeto teve apoio financeiro da FAPESP de janeiro a julho de 2009.

      Autores: Lavinia Silvares, John Milton

      2009 a 2009

    Universidade Federal de São Paulo - campus Guarulh

    • Adaptação e Intermidialidade nas Literaturas de Língua Inglesa: deslocamentos visuais e afetivos

      Este projeto propõe investigar os diversos meios pelos quais a literatura de língua inglesa - com enfoque especial mas não exclusivo na obra poética e dramática de William Shakespeare - tem sido sistematicamente absorvida e incorporada em outros suportes artísticos e culturais, expandindo seus horizontes de recepção. Tendo por base principal os variados estudos da adaptação, este projeto visa refletir sobre como os eixos narrativos e dramáticos, os elementos imagéticos, as metáforas poéticas, dentre outros aspectos, são deslocados e reinterpretados em novas produções cinematográficas, performáticas e visuais. Para além da análise de obras impressas, este projeto utiliza como fonte de recursos os registros da ampla plataforma digital intitulada GLOBAL SHAKESPEARES, alimentada e editada pelo MIT - Massachusetts Institute of Technology. Como participantes, há pesquisadores em nível de pós-graduação e de graduação, buscando uma produtiva articulação entre os estudos nesses dois âmbitos da Instituição. Integrando-se à Linha de Pesquisa ?QUESTÕES DE REPRESENTAÇÃO: POÉTICAS E SUAS REAPROPRIAÇÕES?, este projeto investiga a recriação da obra literária em outros suportes visuais e materiais e em novos contextos culturais e identitários, refletindo sobre o próprio conceito de ?representação?, uma vez que elementos constitutivos de uma determinada obra passam a ser figurados (ou representados) em outros âmbitos de apreensão, experiência e conhecimento.

      Autores: Lavinia Silvares, Joao A. Hansen

      Desde 2019

    • Grupo de Estudos e Práticas Artísticas da Companhia do Caminho Velho (GEPA)

      A Cia do Caminho Velho, companhia de teatro fundada em 2007 por iniciativa de estudantes da EFLCH/UNIFESP é um núcleo de pesquisa e extensão teatral que procura promover a interação entre universidade e sociedade por meio de atividades culturais e pedagógicas relacionadas à prática artística. Funcionando desde o começo como um grupo de teatro universitário, a companhia se instituiu como Projeto de Extensão em 2009 e desde então vem realizando diversas ações em todos os campi da Unifesp. Em 2012, elaborou um projeto de estruturação no intuito de se consolidar futuramente como um Programa de Extensão, o Programa de Pesquisa e Extensão em Artes Cênicas (PPEAC).

      Autores: Lavinia Silvares, Daniel de Oliveira Paiva, Ricardo Peres de Almeida, Andressa Mariano Gonçalez, Guilherme Fernandes Lima, Ana Carolina do Vale, CALDERON, ELIZABETE CAROLINA TENORIO, Daniela de Souza Mendonça

      2016 a 2018

    • Versatilidades do wit em William Shakespeare: gênero e tipos de estilo

      Esta pesquisa propõe-se a analisar os tipos de wit (agudezas) que Shakespeare efetua de acordo com o gênero de suas peças e o estilo da elocução que conforma as falas de seus personagens. Para tanto, foram selecionadas duas peças para análise: a comédia Love?s Labour?s Lost e a tragédia de Hamlet, Prince of Denmark. A escolha das peças atende ao objetivo principal desta pesquisa, isto é, examinar a variação do wit tanto na invenção quanto na elocução das obras; dessa forma, selecionando para análise uma peça cômica e outra trágica, poder-se-á fazer análises de comparação e contraste, levantando exemplos que demonstrem essa variação. A relevância desta proposta se dá na medida em que centraliza um dos aspectos fundamentais da composição shakespeariana nos âmbitos inventivos e elocutivos, partindo de uma abordagem que historiciza a categoria do wit considerando a sua complexa rede de significados e técnicas de efetuação, o que enriquecerá o estudo proposto.

      Autores: Lavinia Silvares, Alex Sérgio Araújo, Carolina Alves de Brito Lopes Oliveira, daiane souza

      Desde 2020

    • Grupo de Pesquisa de Retórica e Poética Antigas e Modernas (CNPq/UNIFESP)

      O objetivo do grupo é examinar os gêneros de discurso e as obras poéticas e plásticas produzidas entre os séculos XV e XVII a partir das principais categorias retórico-poéticas que operam nos tratados antigos, tais como imitação, verossimilhança, enargeia, decoro, eleição, idea e invenção. As leituras e discussões iniciais serão dedicadas aos tratados de retórica e de poética ? entre eles, de Platão, Aristóteles, Sêneca, Cícero, Quintiliano, Horácio, Plínio, o velho ? conhecidos e comentados por autores modernos. A par disso, serão feitas leituras e análise tanto de textos poéticos ? como, por exemplo, de Petrarca, Garcilaso, Camões, Ronsard, Shakespeare, John Donne, Góngora, Quevedo, Gregório de Matos, Sor Juana ?, quanto de tratados de arte, pinturas e esculturas.

      Autores: Lavinia Silvares, Guilherme Fernandes Lima

      2010 a 2015

    Atualização Lattes em 2024-05

    Processado em 2024-05-20