Mirian Aparecida Boim nacionalidade brasileira

Universidade Federal de São Paulo

Escola Paulista de Medicina

Programa de Pós-Graduação: Medicina (Nefrologia)

E-Mail: maboim@unifesp.br


3
49
Pular gráfico
De 2020 a 2024
Trabalhos publicados

Resumo

Possui graduação em Biomedicina pela Universidade Federal de São Paulo (1981), mestrado em Biologia Molecular - Fisiologia pela Universidade Federal de São Paulo (1985) e doutorado em Biologia Molecular - Fisiologia, pela Universidade Federal de São Paulo (1989). Realizou Pós Doutorado na Harvard Medical School (1992-1994), em Boston, na área de biologia molecular de canais iônicos. Titulou-se como Professora Livre Docente em 2006. Atua como biomédica - pesquisadora associada da Disciplina de Nefrologia da Universidade Federal de São Paulo, sendo credenciada no curso de Pós Graduação da Disciplina de Nefrologia da UNIFESP. Desenvolve projetos na área de Fisiologia e Fisiopatologia Renal, incluindo temas como nefropatia diabética, insuficiência renal aguda, gravidez e hipertensão arterial. Mais recentemente tem se dedicado a estudar o papel de nanoestruturas como exossomos e microvesículas bem como de microRNAs em modelos de nefropatia diabética, insuficiência renal aguda e crônica e câncer.

Fonte: Lattes CNPq

Nomes em citações bibliográficas

Boim, M.A.;de Oliveira-Sales, Elizabeth Barbosa;Maquigussa, E.;Francescato, H. D. C.;Boim, Mirian A;Boim, Mirian Aparecida;BOIM, MIRIAN A.;BOIM, MIRIAN;BOIM, MIRIAN A.


Exportar dados

Exportar produção no formato BIBTEX


Perfis na web


Tags mais usadas

Pular nuvens de palavras

Idiomas

Inglês

Compreende bem, Fala bem, Lê bem, Escreve bem

Espanhol

Compreende bem, Fala bem, Lê razoavelmente, Escreve razoavelmente


Formação

  • Livre Docência

    Célula Mesangial em cultura como modelo para o estudo do sistema renina angiotensina intracelular e seu envolvimento na nefropatia diabética

    Universidade Federal de São Paulo

    Concluído em 2006

  • Doutorado em Biologia Molecular

    Efeito do jejum sobre a hemodinâmica glomerular

    Nefrologia

    Clínica Médica

    Orientação: Nestor Schor

    Universidade Federal de São Paulo

      Desde 1989

  • Mestrado em Biologia Molecular - Fisiologia

    Homeostase renal durante o jejum prolongado em ratos: Participação dos sistemas renina-angiotensina e prostaglandinas

    Fisiologia Renal

    Fisiologia de Órgãos e Sistemas

    Orientação: Nestor Schor

    Universidade Federal de São Paulo

    1981 a 1985

  • Graduação em Biomedicina

    Universidade Federal de São Paulo

    1978 a 1981

  • Produção


    1996


    • Efeito da Hipoxia Sobre O Calcio Intracelular Em Celulas Mesangiais Estimuladas Com Angiotensina Ii

      Trabalhos em eventos

      Autores: Clara Versolato Razvickas; Marcelino de Souza Durão Jr; Nestor Schor

      1996

      Fonte: a

    • Acute Renal Failure Induced By Irradiation: Functional Mechanism

      Trabalhos em eventos

      Autores: Nestor Schor; Clara Versolato Razvickas

      1996

      Fonte: Renal Failure

    • Hypoxic Injury Increases The Sensitivity Of The Mesangial Cells To Antiotensin Ii

      Trabalhos em eventos

      Autores: Clara Versolato Razvickas; Marcelino de Souza Durão Jr; Nestor Schor

      1996

      Fonte: Renal Failure

    Atuações

    Universidade Federal de São Paulo

    • Tecnico Administrativo de Nível Superior

      Desde 1990

    • Desde 2018

    Kidney International (0085-2538)

    • Revisor de periódico

      Desde 1994

    Brazilian Journal of Medical and Biological Research

    • Revisor de periódico

      Desde 1994

    Jornal Brasileiro de Nefrologia (0101-2800)

    • Revisor de periódico

      Desde 1999

    Universidade Metropolitana de Santos

    • Professor orientador da Pós Graduação

      Desde 2019

    Jornal Brasileiro de Nefrologia

    • Membro de corpo editorial

      Desde 2000

    American Journal of Physiology. Renal Physiology

    • Revisor de periódico

      Desde 2000

    Revista da Associação Médica Brasileira

    • Revisor de periódico

      Desde 2002

    Nefrologia Latinoamericana

    • Revisor de periódico

      Desde 1998

    Nephrology Dialysis and Transplantation

    • Revisor de periódico

      Desde 2003

    Journal of the American Society of Nephrology

    • Revisor de periódico

      Desde 2002

    Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

    • Revisor de projeto de fomento

      Desde 1995

    Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

    • Revisor de projeto de fomento

      Desde 1995

    Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

    • Revisor de projeto de fomento

      Desde 1999

    Ensino

    Orientações e supervisões

    Supervisão de pós-doutorado em andamento

    • Edgar Maquigussa

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Desde 2019

    Tese de doutorado em andamento

    • Nikolas Melis Waack Sampaio

      Papel dos microRNAs relacionados com a resistência tumoral aos inibidores de tirosina quinase em modelo de carcinoma renal

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Desde 2023

    • Liandra Ferreira Minhos

      Efeitos protetores de VEs derivadas de células-tronco pluripotentes induzidas de humanos em células renais e em modelo de obstrução unilateral do ureter em camundongos

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Desde 2023

    • Bruno Aristides dos Santos Bronel

      PAPEL DAS VESÍCULAS MITOCONDRIAIS EM MODELO DE HIPÓXIA RENAL

      Medicina (Nefrologia)

      Universidade Federal de São Paulo

      Desde 2022

    Tese de doutorado concluídas

    • Roberta Lima

      Estudo dos canais de potássio sensíveis ao ATP (KATP) na gravidez normal e na hipertensão induzida ou pré-existente.

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2006

    • Marcio Eduardo Barros

      Efeito Terapêutico versus efetio preventivo do Phyllanthus niruri (quebra-pedra) sobre a formação e composição de cálculos em modelo experimental de litíase urinária.

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2006

    • Nayda Parisio de Abreu

      Estudo dos níveis de expressão dos transportadores de Na, K e água ao longo do néfron e da hemdinâmica sistêmica em fêmeas prenhes normotensas e hipertensas

      Medicina (Nefrologia)

      Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2006

    • Daniela Berguio Vodotii

      Avaliação dos Transportdores de água, sódio e potássio na nefropatia diabetica

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2007

    • Clara Versolato Razvickas

      Efeito da hipóxia e da reoxigenação no cálcio intracelular em células mesangiais em cultura: papel de moduladores

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2010

    • Priscila Cardoso Cristovam

      Participação da quimase como fator pró-fibrótico na nefropatia diabética: avaliação in vitro e in vivo

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2011

    • Carine Prisco Arnoni

      Inibição da transdiferenciação celular minimiza as alterações teciduais induzidas pelo diabetes tipo 2

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2012

    • Edgar Maquigussa

      Avaliação do efeito renoprotetor da vitamina D e do papel do Gremlin em modelos de fibrose renal.

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2012

    • Vanessa Meira Ferreira

      Efeito da exposição crônica à nicotina sobre as alterações hemodinâmicas e hormonais do organismo materno durante a gravidez

      Medicina (Nefrologia)

      Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2014

    • Luciana Guilhermino Pereira

      Papel da angiotensina II na expressão gênica do receptor de renina/prorenina em células mesangiais em cultura

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2015

    • Clévia dos Santos Passos

      Avaliação do papel da via do triptofano e do exercicio físico aeróbio sobre o efeito hipotensor do alpiste (Phalaris canariensis) em ratos espontaneamente hipertensos

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2015

    • Rosemara Silva Ribeiro

      Obesidade induzida após o desmame potencializa o efeito nefrotóxico da cisplatina

      Medicina (Nefrologia)

      Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2016

    • Roberta Faccioli

      Obtenção de células tronco pluripotentes induzidas (iPs) a partir de células primárias de rim de camundongo

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2017

    • Pedro Paulo Gattai Gomes

      Papel do microRNA-26a no reparo do tecido renal em modelo de lesão renal aguda por rabdomiólise

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2017

    • Crystiane Saveriano Rubião

      Comparação dos efeitos de células tronco e de suas microvesículas extracelulares no tratamento de lesão renal induzida por estenose crônica da arteria renal

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2018

    • Nicole Dittrich Hosni

      Efeito da glicose na modulação epigenética do receptor de produtos da glicação avançada (RAGE) em células mesangiais e podócitos in vitro

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2019

    • Roberta Facioli

      Organoides renais gerados a partir de células progenitoras eritróides de pacientes com doença renal policística autossômica dominante

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2021

    • Nicole Dittrich Hosni

      Análise de genes diferencialmente expressos (DEGs) e de regiões da cromatina diferencialmente acessíveis (DARs) em rins humanos.

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2021

    • Denise Leite

      Papel do Mir-23b e Mir-133a no controle de expressão de componentes da via Trail de apoptose em células de adenocarcinoma de pulmão (A549) e carcinoma renal (Caki-2) e na sensibilização de células A549 ao Trail

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2023

    • Antonio da Silva Novaes

      Ação intrácrina da Angiotensina II em Células Mesangiais: Localização Subcelular dos Receptores AT1 e AT2 e Comunicação Mediada pro Exossomos

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2016

    Dissertação de mestrado concluídas

    • Clara Versolato Ravisckas

      Caracterização da Função Renal, Hemodinâmica Glomerular e do Sistema Imune do Rato Pela (Paraíba) Brasileiro

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 1996

    • Ana Maria de Freitas

      Efeito do Phyllantus niruri sobre os inibidores endógenos da litogênese

      Medicina (Nefrologia)

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2000

    • Andrea Quintella de Andrade

      Avaliação da capacidade de síntese e da atividade de renina

      Medicina (Nefrologia)

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2000

    • Ana Flavia Ramires dos Santos

      Caracterização molecular de um KATP de alta condutância em

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2001

    • Aurilúcia Alves Leitão

      Efeito de drogas nefrotóxicas em células LLC-PK1 previamente expostas a solução hiperosmótica: Papel das proteínas do chcoque térmico

      Medicina (Nefrologia)

      Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2002

    • Marcio Eduardo de Barros

      Efeito do Phyllanthus niruri (quebra-pedra) sobre a cristalização de oxalato de cálcio in vitro

      Medicina (Nefrologia)

      Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2002

    • Daniela Berguio Vidotii

      Efeito da Glicose sobre a atividade de renina e expressão dos componentes do sistema renina angiotensina em células mesangiais primárias de rato

      Medicina (Nefrologia)

      Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2002

    • Cleber Aparecido Leite

      Síntese e secreção de renina e angiotensina II em células mesangiais: Efeito do meio hiperglicêmico

      Medicina (Nefrologia)

      Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2003

    • Maria Aparecida Garcia

      Expressão de um canal de potássio ATP-sensível (K-ATP) em túbulo proximal e sua manifestação durante a insuficiência renal aguda isquêmica em ratos

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2005

    • Priscila Cardoso Cristovam

      Avaliação da síntese de angiotensina II por via alternativa envolvendo a enzima quimase em células mesangiais. em cultura

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2006

    • Vanessa Meira Ferreira

      Mediadores hormonais da vasodilatação sistêmica e intra-renal induzida pela gravidez

      Medicina (Nefrologia)

      Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2007

    • Carla de Lima e Santos

      Mecanismos de controle da captação de glicose em células mesangiais submetidas a deprivação e a oscilação na concentração de glicose: papel dos transportadores de glicose

      Saúde Coletiva

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2008

    • Luciana Guilhermino Pereira

      Papel do receptor de renina na ativação do sistema renina angiotensina em células mesangiais estimuladas com glicose

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2009

    • Clevia dos Santos Passos

      Efeitos vasculares e renais do alpiste (Phalaris canariensis) em ratos normotensos e hipertensos

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2010

    • Lucimeire Nova de Carvalho

      A gravidez reduz a reatividade da célula mesangial à angiotensina II: avaliação dos possíveis mediadores

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2012

    • Juliana Cunha

      Efeito da alta concentração de glicose e de insulina sobre função de osteoblastos in vitro

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2013

    • Camila Medici de Figueiredo

      Avaliação do efeito antifibrótico da relaxina: estudo in vitro e in vivo

      MEDICINA TRANSLACIONAL

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2016

    • Vanessa Varela

      O tratamento com células tronco mesenquimais melhora a hipertensão renovascular independentemente de alteração nos transportadores renais de água e sódio

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2017

    • Bruno Aristides dos Santos Bronel

      Efeitos protetores de exossomos derivados de células-tronco pluripotentes induzidas em lesões geradas por glicose elevada em células mesangiais.

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2019

    • Nikolas Melis Waack Sampaio

      Potencial de células tronco mesenquimais no processo de regeneração tecidual após a revascularização no modelo de estenose crônica da artéria renal

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2020

    • Vanessa Cristina De Branco Gonçalves

      Estudo mutagênico em população exposta a poluentes ambientais na região do polo petroquímico de Cubatão, SP

      Saúde e Meio Ambiente

      Universidade Metropolitana de Santos

      Concluído em 2019

    • Vanessa Cristina De Branco Gonçalves

      Biomarcadores em mucosa bucal de população exposta a poluentes atmosféricos

      Saúde e Meio Ambiente

      Universidade Metropolitana de Santos

      Concluído em 2021

    • Bruno Aristides dos Santos Bronel

      Efeito de vesículas extracelulares derivadas de células-tronco pluripotentes induzidas em lesões geradas por fator de crescimento transformador beta em células mesangiais

      Medicina (Nefrologia)

      Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2021

    • Fernanda Daroz Paulo Colombo Barboza

      Incidência de conjuntivite alérgica em trabalhadores do porto de Santos

      Saúde e Meio Ambiente

      Universidade Metropolitana de Santos

      Concluído em 2023

    • Carolina Carvalho Serres da Silva

      Análise de microRNAs transportados por exossomos como potenciais biomarcadores precoces da Lesão Renal Aguda induzida por lipopolissacarídeo em modelo experimental de sepse

      Medicina (Nefrologia)

      Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

      Universidade Federal de São Paulo

      Concluído em 2019

    Gestão

    Pesquisa

    Universidade Federal de São Paulo

    • Caracterização de um canal para K sensível ao pH intracelular e sua participação na lesão celular isquêmica

      A depleção de ATP gera acidificação do meio intracelular o que pode contribuir para disfunção do epitelio tubular renal. Avaliamos a expressão de um canal para K sensível ao pH em rins de ratos submetidos à isquemia e reperfusão.

      2002 a 2005

    • Estudo dos mecanismos envolvidos na adaptação intrarenal da gravidez

      A gravidez é acompanhada por importante aumento no fluxo plasmático renal e no ritmo de filtração glomerular, bem como na velocidade de reabsorção tubular. Neste projeto temos avaliado os mecanismos mediadores dessas alterações.

      Autores: Mirian Aparecida Boim

      2002 a 2004

    • Mecanismos envolvidos na gênese da doença óssea adinâmica do diabetes: estudo in vitro

      A Doença Óssea Adinâmica (DOA), presente em paciente com Insuficiência Renal Crônica particularmente na nefropatia diabétca, caracteriza-se por uma diminuição no processo de remodelação do tecido ósseo, com diminuição na quantidade de células ósseas (osteoblastos, osteoclastos e osteócitos) e de matriz extracelular.Na DOA do diabetes observa-se diminuição da função de osteoblastos bem como na secreção de hormônios como PTH e a interação deste hormônio com seu receptor. O PTH controla aé um hormônio importante na concentração sérica de Cálcio promovendo a reabsorção óssea através de interação com seu receptor (PTHr1) e modulação de proteínas como o RANKL e OPG. Objetivos: Avaliar o efeito da alta concentração de glicose (diabetes tipo 1) e da alta concentração de insulina (diabetes tipo 2) na função de osteoblastos em modelo in vitro.

      Autores: Mirian Aparecida Boim

      2010 a 2013

    • Células tronco mesenquimais (MSC) previne o aumento da pressão arterial, melhora da função renal e reduz os componentes do SRA no rim no modelo de hipertensão 2R-1C

      Os mecanismos fisiopatológicos responsáveis pelo desenvolvimento e manutenção de hipertensão arterial 2 Rins - 1 Clipe (2R-1C) permanecem indefinidos, e portanto terapias alternativas são necessárias. As células tronco mesenquimais serão utilizadas com o intuito de restaurar o parênquima renal e portanto melhorar a hipertensão e a função renal. Para isso os objetivos deste projeto incluem: Investigar os efeitos do tratamento das células-tronco mesenquimais (CTM) sobre a pressão arterial sistólica (PAS), morfologia do rim clipado, função renal e componentes do SRA intrarenais.

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Juliana Cunha

      Desde 2011

    • Avaliação da Interação da vitamina D com o Sistema Renina Angiotensina em adipócitos in vitro.

      A vitamina D é estocada noo tecido adiposo e tem ação renoprotetora por reduzir a inflamação e a atividade do sistema renina angiotensina por inibir o gene codificador da renina. O tecido adiposo possui a maquinaria necessária para sintetizar Ang II localmente bem como é responsável por suprir 1/3 do angiotensinogênio circulante. Este projeto pretende avaliar a interação entre o SRA e a vitamina D no tecido adiposo, utilizando adipócitos in vitro estimulados com glicose, um agente responsável por aumentar a atividade do SRA local.

      Desde 2011

    • Efeito do exercício físico sobre os efeitos antihipertensivos do alpiste

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Clévia dos Santos Passos

      2010 a 2015

    • Efeito da nicotina sobre as adaptações sistêmicas e intra-renais maternas durante a gravidez

      A exposição à nicotina causa diversas alterações na função renal, incluindo a redução do ritmo de filtração glomerular (FG), do fluxo plasmático renal (FPR) e aumento na resistência vascular renal. O transporte de íons bem como o funcionamento da bomba Na+K+ATPase também são prejudicados pelo efeito da nicotina. A gravidez é acompanhada por adaptações do organismo materno incluindo a vasodilatação sistêmica e intrarenal com elevação no FPR e na FG. Além disso, a retenção de sal e água pelos rins é fundamental para o aumento do volume circulante. Embora os efeitos da exposição pré-natal à nicotina sobre o desenvolvimento fetal sejam bem conhecidos, poucos estudos são direcionados aos seus efeitos sobre o organismo materno e particularmente sobre as adaptações renais e sistêmicas observadas durante a gestação. Como os níveis de nicotina dentro do rim são altos e essas concentrações influenciam os parâmetros hemodinâmicos sistêmicos e renais pretendemos avaliar as possíveis alterações da função renal materna causadas pela exposição à nicotina durante a gravidez.

      Desde 2010

    • O bloqueio intracelular de receptores AT1 inibe a expressão gênica do receptor de (pro)renina em células mesangiais em cultura

      Losartan e Candesartan são dois exemplos de bloqueadores de receptor AT1, mas apresentam propriedades bioquímicas distintas. O Candesartan se liga ao AT1 e permanece na superfície celular enquanto o Losartan penetra livremente pela membrana celular. Essa diferença é crucial devido à presença de receptores AT1-like no citoplasma e na membrana nuclear, sendo então o Losartan, provavelmente, mais eficiente para bloquear as ações intracelulares da AII. Alta concentração de glicose aumenta a concentração de AII intracelular na célula mesangial (CM). A expressão do receptor de (pro)renina (RPR) também é estimulada pela alta glicose contribuindo com a síntese local de AII bem como para a via pró-fibrótica mediada pelas ERKs1/2. Mostramos anteriormente que o losartan foi capaz de reduzir a expressão do RPR. Para obter evidências dessa hipótese nós estimulamos CMHIs com alta glicose e comparamos o efeito do Losartan e do Candesartan na expressão do RPR.

      Desde 2010

    • Avaliação do papel da quinurenina nos desfechos relacionados ao efeito hipotensor do alpiste (Phalaris canariensis) em ratos hipertensos

      Demonstramos rcentemente que o alpiste (Phalaris canariensis - Pc) foi capaz de reduzir a pressão arterial de ratos espontaneamente hipertensos (SHR). Pc é rico em triptofano, que pode ser metabolizado pela via da quinurenina, um agente vasodilatador, através da enzima indoleamina 2,3 dioxigenase (IDO). Os objetivos deste estudo são avaliar os possíveis mecanismos envolvidos no efeito hipotensor do Phalaris canariensis (Pc) em ratos hipertensos e se o metabolismo de triptofano tem um papel relevante nessas respostas, usando um inibidor da enzima Ido.

      Desde 2010

    • Avaliação do efeito antifibrótico da relaxina em células mesangiais estimuladas com alta concentração de glicose

      A relaxina (RLX) é um hormônio produzido principalmente pelo corpo lúteo durante a gravidez, porém, a descoberta de seu receptor LGR7 fora do sistema reprodutor feminino tem estabelecido que a RLX possui ações além daquelas relacionadas à gestação, incluindo ação antifibrótica atribuida a sua atividade gelatinásica capaz de quebrar cadeias de colágeno. Este projeto pretende avaliar oo papel antifibrótico da relaxina em 2 modelos: 1 in vivo utilizando modelo de fibrose renal por obstrução unilateral do ureter em ratas prenhes que possuem elevados níveis endógenos de relaxina; e um modelo in vitro utilizando células mesangiais estimuladas com glicose (liberam grandes quantidades de componenetes de matriz extracelular e tratadas com relaxina.

      Desde 2010

    • Efeito de células tronco mesenquimais na reestruturação do tecido renal em modelo de isquemia crônica.

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Elizabete B Oliveira-Sales

      2011 a 2015

    • Avaliação da função renal na obesidade juvenil induzida por dieta hiperlipídica após o desmame em ratos: papel do sistema renina angiotensina

      A obesidade infantil constitui um crecente problema de saúde em muitos paises incluindo o Brasil. A obesidade é responsável pelo desenvolvimento de diversas patologias como dislipidemia, hipertensão, inflamação, nefropatia e outras. E quando instalada precocemente essas alterações podem ser ainda mais importantes. Entre os mecanismos envolvidos no desenvolvimento destas patologias destaca-se a ativação do sistema renina angiotensina (SRA), uma vez que a obesidade é associada à hiper estimulação do SRA. Está bem estabelecido que a prática de exercício físico tem ação benéfica sobre o organismo podendo induzir também renoproteção. Este trabalho pretende avaliar a relação entre a obesidade precoce e o aparecimento das lesões renais em ratos jovens e adultos alimentados com dieta hiperlipídica após o desmame e as consequências sobre a função renal na vida adulta. Pretendemos avaliar também o efeito da supressão do SRA, bem como os efeitos do exercício físico e finalmente avaliar o efeito do retorno à dieta normolipídica.

      Desde 2012

    • Efeitos da Vitamina D na hipertensão arterial e na lesão renal isquêmica induzida por estenose crônica da artéria renal no modelo 2 Rins -1 Clipe

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Daniele Berruezo Lucio Silva

      2012 a 2013

    • Efeitos da Vitamina D na hipertensão arterial e na lesão renal isquêmica induzida por estenose crônica da artéria renal no modelo 2 Rins -1 Clipe

      A Hipertensão Arterial Renovascular (HARV) é causada por isquemia renal em consequência a obstrução parcial da artéria renal. Este modelo é caracterizado por ativação do Sistema Renina Angiotensina-Aldosterona (SRAA), cujo principal efeito é elevar a pressão arterial sistólica (PAS). O controle desta patologia ainda é crítico, portanto, nos propusemos a testar a hipótese de que o tratamento com Vitamina D poderia ser útil na minimização da HARV baseando-se nos seguintes critérios: 1 ? A HARV é dependente de ativação do SRAA; 2 ? A Vit D tem capacidade de diminuir a atividade do gene codificador da renina; 3 ? A Vit D tem efeito renoprotetor, com ação anti inflamatória.

      Desde 2012

    • Possíveis mecanismos mediadores da resistência de células mesangiais (CM) à angiotensina II (AngII) durante a gravidez em ratas.

      A gravidez normal é caracterizada por vasodilatação sistêmica e intrarenal com aumento do fluxo plasmático e da filtração glomerular (FG). O tônus das células mesangiais (CM) influencia diretamente o coeficiente de ultrafiltração glomerular e, portanto a FG. Foi observado previamente que, a semelhança de células da vasculatura lisa, CM provenientes de ratas prenhes apresentam relativa insensibilidade a AngII, a qual induziu menor elevação na concentração de cálcio intracelular (Cai) nestas células. Neste trabalho avaliamos possíveis mecanismos envolvidos na modulação do tônus das CM em resposta a AngII durante a gravidez. CM foram cultivadas a partir de rins de ratas virgens (V) e prenhes (P).

      2009 a 2012

    • Avaliação do efeito antifibrótico da relaxina: avaliação in vitro e in vivo

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Camila Médici de Figueiredo

      2009 a 2016

    • Efeito da nicotina sobre as alterações gestacionais materna

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Vanessa M. Ferreira

      2009 a 2014

    • Papel dos receptores de angiotensina II e da relaxina em células mesangiais durante a gravidez em ratas

      2008 a 2011

    • Efeito de microRNAs na reconstrução do tecido renal na IRA induzida por glicerol

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Lucimeire Nova Carvalho, Mirian Aparecida Boim, Pedro Gatai

      2014 a 2018

    • Efeitos de células tronco mesenquimais de diferentes origens e seus secretomas na reconstrução do tecido renal após estenos cronica da artéria renal

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Crysthiane Saveriano Rubião Silva

      2014 a 2018

    • Efeito de céluls tronco mesenquimais sobre os transportadores de sódio e água na hipertensão renivascular

      Autores: Mirian Aparecida Boim, VARELA, VANESSA A.

      2014 a 2017

    • Efeito dos exossomos secretados por células mesangiais estimuladas por glicose altera a função de células normais.

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Antônio da Silva Novaes

      2015 a 2018

    • Papel dos microRNAs 29 e 101 e das microvesículas derivadas de células epiteliais, na fibrogênese da doença renal crônica

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Edgar Maquigussa, Gabriel Pokorni, Mariana Perez

      Desde 2015

    • A obesidade infantil potencializa a IRA induzida por cisplatina na idade adulta em ratos

      2013 a 2016

    • Investigação de possiveis microRNAs como biomarcadores precoces da lesão renal aguda induzida por sepse

      A lesão renal aguda (LRA) é caracterizada por redução da taxa de filtração glomerular em um curto espaço de tempo e possui etiologia multifatorial. Entretanto, seu diagnóstico ainda ocorre de maneira tardia, devido à ausência de um biomarcador mais sensível e seguro. Nesse contexto, os microRNAs, classe de RNAs não codificadores responsáveis pela regulação gênica, constituem ferramentas promissoras como indicadores sensíveis de tal processo patológico. Dessa forma, a análise de sua expressão gênica, bem como, os mecanismos pelos quais exercem sua regulação, podem contribuir para o diagnóstico precoce desta patologia, afim de evitar sua progressão para desfechos desfavoráveis. Os objetivos incluem: avaliar microRNAs potencialmente envolvidos na LRA induzida por LPS e o possível papel como biomarcadores precoces da lesão renal em amostras urinárias e sanguíneas obtidas de modelo experimental de sepse.

      Autores: Mirian Aparecida Boim, RIBEIRO, ROSEMARA DA SILVA, Mirian Aparecida Boim, Carolina Carvalho Serres Silva

      Desde 2017

    • Geração de organóides renais a partir das células iPs de progenitores eritróides do sangue humano

      As células tronco pluripotentes induzidas (iPS ou iPSCs induced pluripotent stem cells) são um tipo celular com propriedades definidas e similares as células-tronco embrionárias. Células iPS oferecem uma alternativa às ESCs, pois são obtidas através da reprogramação genética de células diferenciadas e adultas que, após a reprogramação, atingem um estágio embrionário correspondente aos 3 folhetos embrionários (endoderma, mesoderma e ectoderma). A reprogramação genética pode, teoricamente, ser possível em qualquer tipo de célula somática. Contudo, as células progenitoras eritróides. Os objetivos deste projeto ioncluem: 1.Obter células iPS a partir de progenitores eritróides do sangue de indivíduos normais. 2.Utilizar essas células para gerar organoides renais; 3.Comparar as características fenotípicas dos organoides formados a partir de eritróides de pacientes portadores de doença renal policística dominante com aqueles formados a partir de eritróides normais.

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Roberta Facioli

      Desde 2017

    • Papel de exossomos na comunicação de células glomerulares

      Atualmente é discutida a relevância biológica do sistema renina-angiotensina (RAS) intracelular, resultando em ação intrácrina da angiotensina II (Ang II), o que inclui a possível transferência de peptídeos para outras células via exossomos. A presença de receptores AT1 e AT2 no compartimento intracelular pode mediar efeitos não clássicos da Ang II, incluindo a regulação da expressão gênica de genes alvo de Ang II, tais como citocinas pró-fibróticas. Objetivos: 1) observar a distribuição dos receptores AT1 e AT2 em células mesangiais humanas (CMH); 2) testar a hipótese de que a sinalização exossomal pelas CMH é responsiva a concentração de alta glicose.

      Desde 2016

    • Papel de células tronco mesenquimais na reestruturação do parênquima renal após a desobstrução da arteria renal

      A hipertensão renovascular, geralmente causada por obstrução parcial da artéria renal, é acompanhada por isquemia renal crônica e resulta em danos renais que podem se tornas irreversíveis. Estudos recentes demonstraram que células tronco mesenquimais produziram bons resultados no tratamento da hipertensão renovascular bem como na melhoria da estrutura e da função do parênquima renal no modelo experimental de hipertensão renovascular induzido por clampeamento unilateral da artéria renal (modelo de Goldblatt). O mecanismo de ação dessas células envolve a redução de processos inflamatórios, promoção de neovascularização contribuindo para reduzir os processos fibróticos. Por outro lado, estudos clínicos mostram que a desobstrução da artéria renal e a restauração do fluxo sanguíneo renal melhora, mas não normaliza a função renal, bem como não reverte totalmente os danos causados pela hipóxia renal crônica. Assim, o presente trabalho tem como objetivo avaliar os efeitos de células tronco mesenquimais (CTM) administradas antes e após a revascularização em ratos submetidos ao modelo de hipertensão renovascular (2 rins-1clip).

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Antônio da Silva Novaes, Mirian Aparecida Boim, Nikolas Melis Waack Sampaio

      Desde 2018

    • Relação entre expressão do microRNA-23b em células tumorais de adenocarcinoma de pulmão e TRAIL-R2 nuclear: potencial mecanismo de controle de proliferação tumoral via restauração dos níveis do microRNA-let 7

      A via TRAIL de apoptose tem sido extensamente estudada como possível alvo terapêutico em oncologia. Contudo, células tumorais, que normalmente superexpressam o receptor TRAIL-R2, podem ser resistentes à apoptose mediada pelo TRAIL devido à ativação concomitante de vias de ativação de proliferação (além das vias intrínseca e extrínseca da apoptose). Mais recentemente tem-se observado que a expressão do TRAIL-R2 nuclear é um fenômeno que ocorre em maior proporção em células tumorais, sugerindo que a internalização desde receptor também possa conferir resistência à apoptose. Receptores nTRAIL-R2 inibem a maturação do microRNA-let-7; esta evidência gera 2 pontos importantes: primeiramente, que o nTRAIL-R2 possui funções distintas do TRAIL citoplasmático e isso pode em parte explicar a resistência à apoptose mediada pelo TRAIL. Outro ponto relevante é que e estas funções também em parte envolvema participação de microRNAs. Existem evidências de que os n-TRAIL-R2 podem ter sua expressão reduzida pelo microRNA-23b. Embora esta evidência não tenha sido encontrada num contexto tumoral, o micro-RNA23b foi encontrado superexpresso em tumores de pacientes com neoplasias pulmonares (assim como outros tipos de neoplasia) e relacionados à tumorigênese, positiva ou negativamente (com papéis aparentemente oncogênicos se presentes no meio intracelular e supressores de tumor quando liberados das células pelos exossomos) (16-18). Não se sabe o que leva as células tumorais a seguirem o caminho da apoptose ou proliferação uma vez que o TRAIL-R seja ativado na membrana citoplasmática, nem quais as vias que as capacitam para eventual internalização dos receptores TRAIL. Porém se o nTRAIL-R2 inibe a maturação do microRNA-let-7 levando à progressão tumoral, controlar a expressão no nTRAIL-R2 restaurando a maturação do microRNA-let-7 pode ser uma via mais direta de inibir a tumorigênese em relação às tentativas de bloqueio da via TRAIL pelos receptores citoplasmáticos. A hipótese deste estudo é que o microRNA-23b possa controlar a expressão dos n-TRAIL-R2 e, desta forma, contribuir para restauração dos níveis de microRNA-let7 (a a g), controlando por fim a progressão tumoral.

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Denise Leite

      Desde 2018

    • Klotho e PPAR gama são os mediadores do efeito renoprotetor do losartan em modelo de nefrectomia 5/6

      2015 a 2017

    • Influencia da epigenética na progressão da doença renal diabética

      Em doenças complexas e dependentes de interação com o ambiente, como a nefropatia diabética, o controle epigenético da expressão gênica pode mediar a resposta do organismo aos fatores ambientais e contribuir para a suscetibilidade às complicações decorrentes da doença. Uma das possíveis abordagens para o estudo de mecanismos epigenéticos é a observação do funcionamento da cromatina e a elucidação de regiões acessíveis à maquinaria transcricional. Além da cromatina, os mecanismos epigenéticos podem ser observados pelo padrão de expressão gênica. Os objetivos deste projeto incluem a pesquisa de regiões diferencialmente acessíveis da cromatina ? DARs ? e genes diferencialmente expressos ? DEGs ? em amostras de rins humanos controle e com nefropatia diabética, além de explorar a relevância funcional dos achados in silico, observar redes de co-expressão e identificar enriquecimento de fatores de transcrição.

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Edgar Maquigussa

      Desde 2019

    • Transporte tubular na nefropatia diabética

      O excesso de oferta tubular de glicose durante o diabetes pode gerar disturbios nso mecanismos de transporte tubular. Esse projeto avaliou o efeito do diabets na presença e ausencia de nefropatia sobre os nçiveis de expressão dos transportadores tubulares de eletrólitos e água

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Nicole Dittrich Hosni

      2002 a 2006

    • Efeitos cardiovasculares e renais do Alpiste (Phalaris canariensis) em ratos normotensos e hipertensos

      Popularmente o chá de alpiste tem sido utilizado como medicamento antihipertensivo. Entretanto o potencial uso deste produto natural com o propósito de reduzir a pressão arterial necessita de investigação científica.

      2008 a 2011

    • Participação do receptor de renina e prorenina na nefropatia diabética

      2008 a 2010

    • Transporte de glicose em células mesangiais

      Células mesangiais são particularmente sensíveis aos efeitos da hiperglicemia. Neste projeto determinamos os tipos de transportadores de glicose presentes em células mesangiais em cultura e avaliamos o efeito do meio rico e/ou pobre em glicose sobre a velocidade de captação de glicose e os efeitos produzidos.

      2003 a 2008

    • Drogas nefrotóxicas e a produção de proteínas do choque térmico

      As células epiteliais tubulares respondem a estímulos tóxicos com a produção de proteínas conhecidas como heat shock proteins, as quais têm papel de proteger a célula. Avaliamos o efeito de drogas nefrotóxicas sobre a expressão dessas moléculas em células tubulares em cultura.

      2000 a 2002

    • Mecanismos de transdiferenciação de células mesangiais estimuladas com glicose

      O processo de fibrose do tecido renal está associado com a transdiferenciação de células residentes. Pretendemos avaliar os possíveis mecanismos de transdiferenciação de células mesangiais em cultura estimuladas com meio rico em glicose.

      2008 a 2012

    • Papel dos canais ATP sensíveis na adaptação sistêmica e renal na gravidez

      Canais para potássio regulados pelo ATP induzem ralaxamento da vasculatura lisa. Foi avaliado o papel desses canais na vasodilatação sistêmica e períférica durante a gravidez em ratas normotensas e hipertensas

      2001 a 2005

    • Expressão de canais para K ATP sensíveis ao longo do néfron

      Esses canais são responsáveis pela secreção de luminal de K. Algumas isoformas já foram caracterizadas. Este projeto estabeleu a distribuição dessas isoformas nas diferentes regiões do nefron

      1995 a 2000

    • Phyllanthus niruri (quebra pedra) na litiase experimental

      Estudos prévios indicam o potencial efeito do Phyllanthus niruri como agfente antilitiásico. Este projeto avaliou os possíveis mecanismos envolvidos neste efeito, bem como o potencial terapêutico versus o preventido desta planta.

      2000 a 2006

    • Papel da quimase na ativação do sistema renina angiotensina na nefropatia diabética

      Avaliar o potencial papel da quimase como via alternativa de síntese de angiotensina II intrarenal e seu papel na fisiopatogênese da nefropatia diabética

      2004 a 2007

    • Mecanismos de progressão e reversão da fibrose tubulointersticial

      As nefropatias proteinúricas podem evoluir para a fibrose tubulintersticial e para a doença renal crônica. O aumento na oferta de proteínas para as células tubulares aumentam a captação e o tráfego intracelular de proteínas. Este mecanismo tem sido implicado na indução da transdiferenciação da céuluas epiteliais para células mesenquimais e fibroblastos, os quais seriam os mediadores do processo de indução da fibrose. Moléculas como o gremlim e o BMP7 parecem estar envolvidas na indução da transdiferenciação e de sua inibição respectivamente. Este projetyo pretende avaliar esses mecamismos em modelo in vivo e in vitro.

      2007 a 2012

    • Sistema renina angiotensina e a célula mesangial: potencial papel na fisiopatogênese da nefropatia diabética

      As células mesangiais são alvo de substâncias vasoativas e proinflamatórias incluindo a angiotensina II, bem como a altas concentrações de glicose. A ativação do sistema renina angiotensina intrarenal tem papel relevante na nefropatia diabética. Neste projeto temos avaliado a capacidade de célula mesangial de produzir localmente angiotensina II, quais os mecanismos envolvidos e papel da glicose sobre a ativação intracelular do sistema renina angiotensina.

      2000 a 2004

    Universidade Metropolitana de Santos

    • Biomarcadores em mucosa bucal de população exposta a poluentes atmosféricos

      Estudos demonstram os prováveis efeitos da poluição ambiental no processo de mutação e carcinogênese. A detecção de alterações genéticas precoces poderá evitar e prevenir a evolução de doenças resultando em menor gasto com saúde em população de alto risco. O objetivo deste projeto é avaliar o potencial genotóxico e citotóxico dos poluentes atmosféricos, através da utilização do Teste de Micronúcleos em células esfoliadas da mucosa bucal.

      2019 a 2021

    • Avaliação da saúde ocular em trabalhadores portuários

      O maior porto da América Latina em tamanho e em diversidade de produtos transportados, expondo um grande número de funcionários à produtos que representam um potencial risco a saúde geral do trabalhador portuário e, particularmente podem propiciar o desenvolvimento de problemas oculares. Esses fatores incluem uma grande quantidade de fuligem proveniente de graneis, produtos voláteis vindos de fertilizantes, combustíveis e outros produtos químicos, além de poeira e possíveis corpos estranhos que possam ferir o globo ocular. Desta forma, o ambiente como o porto de Santos pode ser um local de alto risco para desenvolvimento de processos alérgicos, infecciosos e traumáticos que podem afetar a saúde ocular. do trabalhador.

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Vanessa Cristina De Branco Gonçalves

      Desde 2021

    • Mutagênese e poluição ambiental

      A poluição ambiental tem sido alvo de constantes estudos, incluindo os mutagênicos em populações que sofrem diretamente com a ação dos poluentes, pois representa grande interesse em saúde pública, principalmente na prevenção de doenças, como as tumorais. Segundo dados fornecidos pela Organização Mundial de Saúde 12 milhões de pessoas ao redor do mundo, morreram em decorrência de doenças provocadas pela poluição ambiental. Um dos métodos mais utilizados em biomonitoramento de mutações em populações é o ensaio ou teste de Micronúcleo, que representa uma importante ferramenta para monitorar alterações genéticas em populações expostas a poluentes ambientais. Assim, o nosso estudo pretende avaliar o potencial mutagênico dos poluentes em região sob influência de polo petroquímico da região de Santos/ Cubatão. Será avaliada a frequência de células com Micronúcleos (Mns), sinal indicativo de genotoxicidade, e de outras alterações nucleares degenerativas indicativas de citotoxicidade, que caracterizam sinal de apoptose celular (picnose, carriorexe, cromatina condensada), bem como a presença de cariólise (necrose).

      Autores: Mirian Aparecida Boim, Fernanda Daroz Colombo-Barboza

      Desde 2019

    Outras atividades técnico científicas

    Atualização Lattes em 2023-09

    Processado em 2023-12-28