Soraya Soubhi Smaili

soraya

Graduou-se em Farmácia e Bioquímica pela Universidade de São Paulo e concluiu o mestrado em Farmacologia pela Escola Paulista de Medicina/ Unifesp nos anos respectivos de 1985 e 1989. Em 1992, ingressou como docente na EPM, doutorando-se – após três anos – em Farmacologia pela mesma instituição. Realizou dois estágios de pesquisa em nível de pós-doutorado em instituições dos EUA – Thomas Jefferson University (1997) e National Institutes of Health (NIH) (1998-1999) – e, em 2005, conquistou o título de livre-docente na universidade de origem. Entre 2006 e 2012 coordenou o programa de pós-graduação em Farmacologia e como representante docente, eleita por seus pares, participou da composição do Conselho Universitário da Unifesp no período de 2000 a 2012. Foi presidente da Associação dos Pós-Graduandos da Unifesp no biênio 1988-1989 e presidente da Associação Nacional de Pós-Graduandos em 1989. Entre 2001-2002 presidiu a Associação dos Docentes da Unifesp (Adunifesp) e por duas gestões ocupou a vice-presidência da mesma entidade. Durante quatro anos (2004-2008) atuou como secretária regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), tendo coordenado o Programa de Divulgação da Ciência (Biblioteca Mário de Andrade e escolas públicas). Assumiu a diretoria regional do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), exercendo essa atividade de 2010 a 2012. Os projetos de pesquisa que desenvolve nas áreas de Neurociência e morte celular têm sido contemplados com financiamentos das principais agências de fomento, entre as quais o CNPq – órgão no qual figura como bolsista de produtividade 1D. É também autora de diversos artigos e capítulos de livros no âmbito de sua especialidade. Desde 2000, coordena o Laboratório de Sinalização de Cálcio e Morte Celular e o Laboratório Multiusuários de Microscopia Confocal da EPM/ Unifesp. Em 2004 passou a integrar o Comitê Diretor (Board of Directors) da Sociedade Internacional de Morte Celular (International Cell Death Society – ICDS). Como componente da chapa Unifesp – Plural e Democrática, que encabeçou a lista tríplice apresentada pelo Conselho Universitário, foi indicada pelo Ministro da Educação ao cargo de reitora da Unifesp para a gestão de 2013-2017.

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse