Colonizando marte: a expansão da humanidade

Sexta-feira, dia 6/10, às 11h

webinario colonizando marte

Palestrante: Gustavo F. Porto de Mello (Observatório do Valongo - UFRJ)

Dentre os planetas e satélites do Sistema Solar, Marte possui as condições superficiais que mais se aproximam das terrestres. Sua temperatura média é de -55oC, comparados com +15oC para a Terra, valor dentro da faixa de temperatura de muitos ecossistemas – inclusive cidades - terrestres. Marte é único corpo do Sistema Solar onde também se verificam muitos dos processos geomorfológicos e atmosféricos da Terra: erosão fluvial, glacial e eólica, além da presença de nuvens de vapor de água. Marte possui água congelada na superfície, e provavelmente água líquida em grande quantidade abaixo da superfície, além de todos os minerais e minérios necessários ao florescimento de uma civilização tecnológica.

Por que colonizar Marte? A humanidade deve se expandir para além da Terra se quiser garantir sua sobrevivência de longo prazo: eventos catastróficos tais como supervulcanismo e o impacto de asteroides já provocaram extinções em massa no passado, e certamente ocorrerão de novo. Marte representa a fronteira natural para a expansão humana – um planeta próximo, rico em recursos e acessível com a tecnologia atual. Agências espaciais e empresas privadas (estas últimas, no momento, com planos mais concretos) ambicionam atingir o planeta e explorá-lo. Em Marte é possível implantar uma civilização e fazê-la autônoma na produção de combustível, oxigênio, água potável e alimentos, além de fabricar-se artefatos metálicos, plásticos e cerâmicos, construir abrigos e praticar agricultura. Talvez até seja possível modificar a atmosfera marciana, “terraformizando-a” e tornando sua superfície habitável para seres humanos, plantas e animais.

Nesta palestra, serão abordadas as principais características de Marte e seu interesse como próximo grande objetivo da exploração tripulada do Sistema Solar; de como sua observação desde a antiguidade afetou psicologicamente a espécie humana; e as disputas geopolíticas que possivelmente levarão aos primeiros passos humanos em nosso planeta vizinho.

Serviço:
Ciclo de Seminários Nestor Schor - Colonizando marte: a expansão da humanidade
Data e horário: 6 de outubro de 2023 às 11h
Transmissão pelo canal da ProPGPq/Unifesp no YouTube
Inscrições

Lido 317 vezes Última modificação em Sexta, 06 Outubro 2023 12:01

Mídia