Segunda, 31 Mai 2021 19:05

Ministro da Saúde anuncia Câmara Técnica sobre mortalidade materna em evento na Unifesp

Grupo terá a participação da Universidade Federal de São Paulo e colaborará com a elaboração de políticas públicas direcionadas ao tema

Ministro da Saúde anuncia Câmara Técnica sobre mortalidade materna em evento na Unifesp (Da esquerda para a direita: o secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Raphael Câmara, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o reitor da Unifesp, Nelson Sass e o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn)
Ministro da Saúde anuncia Câmara Técnica sobre mortalidade materna em evento na Unifesp (Da esquerda para a direita: o secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Raphael Câmara, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o reitor da Unifesp, Nelson Sass e o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn) (Foto: Alex Reipert)

A Câmara Técnica em Mortalidade Materna, uma das medidas de apoio a gestantes e puérperas adotadas pelo Ministério da Saúde, foi instaurada nesta segunda-feira, 31 de maio, e contará com o apoio da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), além de representantes do Ministério da Saúde, membros do Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) e comitês estaduais de mortalidade materna.

A câmara intui fomentar o debate e troca de experiências que auxiliarão na estruturação de referências e análises científicas para se estabeleçam ações de redução da mortalidade materna no Brasil. Será atuante no campo da Atenção Primária à Saúde (APS), orientação acerca de métodos e procedimentos para diminuir essas mortes, contando com parceria de instituições de pesquisa e revisão de normas técnicas e científicas relacionadas ao tema.

O anúncio ocorreu na solenidade alusiva ao Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna no Brasil, que aconteceu no auditório da Reitoria da Unifesp. Participaram da mesa principal do evento o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o reitor da Unifesp, Nelson Sass, o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, e o secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Raphael Câmara. Também participaram do evento autoridades estaduais e federais, além de docentes da Escola Paulista de Medicina e da Escola Paulista de Enfermagem.

Na sua intervenção, o reitor da Unifesp, Nelson Sass, destacou que é necessário “mais do que nunca, ressaltar esse evento de celebração no sentido de que ao longo dos anos se observava uma redução muito tímida desses indicadores. Toda vida é absolutamente essencial, mas a mortalidade materna é algo absolutamente catastrófico e de um impacto social realmente muito profundo. Existe a necessidade da construção permanente de uma rede de proteção até que consigamos chegar a indicadores dignos da qualificação da vida que nós entendemos para todas as brasileiras”. Sass também enalteceu o papel da universidade pública e o seu impacto positivo na sociedade brasileira, além de pontuar a relevância do Sistema Único de Saúde (SUS) diante do cenário atual.

Homenagem

A professora titular do Departamento de Obstetrícia da EPM/Unifesp) Rosiane Mattar, recebeu das mãos do ministro da Saúde um certificado em homenagem à sua destacada trajetória profissional na área (Foto Alex Reipert)
A professora titular do Departamento de Obstetrícia da EPM/Unifesp) Rosiane Mattar recebeu das mãos do ministro da Saúde um certificado em homenagem à sua destacada trajetória profissional na área (Foto Alex Reipert)

Durante o evento, a professora titular do Departamento de Obstetrícia da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) Rosiane Mattar recebeu das mãos do ministro da Saúde um certificado em homenagem à sua destacada trajetória profissional na área. Formada em Medicina, mestre, doutora e livre-docente, todos os títulos obtidos pela EPM/Unifesp, Mattar atua há mais de 40 anos na área de Obstetrícia e é uma das referências na atualidade. É consultora e assessora de projetos para a Fapesp, presidente da Comissão Nacional Especializada de Gestação de Alto Risco e Membro da Comissão Nacional Especializada de Diabetes e Hiperglicemia da FEBRASGO. Atualmente, coordena Grupo de Trabalho junto ao Ministério da Saúde para elaboração do Manual de recomendações de assistência a gestante e puérpera em época de pandemia por covid-19.

Lido 753 vezes Última modificação em Quinta, 01 Julho 2021 12:27

Mídia