Segunda, 13 Novembro 2023 10:58

Campus Baixada Santista recebe Reitoria para reunião aberta com a comunidade acadêmica

O Campus Baixada Santista recebeu, na quinta-feira (9/11), a Reitoria e pró-reitorias da Unifesp para uma reunião aberta com o intuito de dialogar com a comunidade acadêmica, apresentar as ações em curso da universidade, os resultados recentes da gestão e os planos institucionais para o futuro próximo. Esta foi a terceira visita da série de encontros que será realizada nos campi da universidade entre novembro e dezembro. Também já receberam a gestão da Reitoria o Campus São José dos Campos e o Campus São Paulo.

A mesa da reunião, que ocorreu no saguão do Edifício Acadêmico I, contou com a presença da reitora da Unifesp, Raiane Assumpção, da vice-reitora, Lia Bittencourt, do diretor acadêmico do Campus Baixada Santista, Odair Aguiar Jr., do diretor do Instituto de Saúde e Sociedade (ISS), Fernando Kinker, do diretor do Instituto do Mar (IMar), Igor Dias Medeiros, e do diretor administrativo do campus, Eduardo Javarotti Filho. Na plateia, estavam presentes docentes, TAEs e estudantes do campus.

Compuseram a comitiva da Reitoria a pró-reitora adjunta de Pós-Graduação e Pesquisa, Suzan Pantaroto de Vasconcellos, a pró-reitora de Graduação, Ana Maria Santos Gouw, e sua adjunta, Maria Liduína de Oliveira e Silva, a pró-reitora de Extensão e Cultura, Débora Galvani, o pró-reitor de Administração, Pedro Luiz Canassa, a pró-reitora de Gestão com Pessoas, Elaine Damasceno, o pró-reitor adjunto de Planejamento, Fábio Venturini, o pró-reitor de Assuntos Estudantis e Políticas Afirmativas, Anderson Rosa, bem como o chefe de Gabinete, Dan Rodrigues Levy, e o assessor de Gabinete, Daniel Campos de Carvalho.

A reitora iniciou a apresentação fazendo um panorama geral da atual situação das Ifes, com destaque para a questão do orçamento. "O MEC está aberto ao diálogo, mas isso não tem sido traduzido em ações efetivas, como na recomposição do orçamento e definição dessas ações no âmbito das Ifes”, ela relatou. Lia Bittencourt destacou a disposição do novo governo em relação às universidades federais, mas disse que o orçamento ainda não foi recomposto como deveria. "Os(as) reitores(as) estão mobilizados(as) nessa luta", complementou. Raiane informou ainda que foram apresentadas ao governo as obras prioritárias da instituição, além de citar a vinda de recursos por meio do PAC 3 e das emendas parlamentares para a universidade..

De forma resumida, foram expostas as ações que já foram realizadas, as que estão sendo planejadas ou que estão em implementação nas áreas do ensino, pesquisa e inovação, como a Licenciatura Intercultural Indígena, o Programa Travessia e novas APCNs. Foram citadas a criação de novos espaços, modernização dos sistemas – a exemplo do Siex 2.0 – e melhoria da infraestrutura, e abordadas questões relacionadas ao ambiente laboral e bem-estar do(a) trabalhador(a), à educação inclusiva e políticas afirmativas – com destaque para o primeiro concurso docente aglutinado com reserva de vagas étnico-raciais – e ao referenciamento social e ação democrática.

Depois da apresentação, a plateia pôde participar, fazendo perguntas sobre questões específicas do campus sobre a infraestrutura e obras, curricularização da extensão, adoecimento de docentes e TAEs, maternidade na universidade, teletrabalho, restaurante universitário, entre outros assuntos, que foram respondidas pela reitora, vice-reitora, pró-reitores(as) e diretores(as).

A reitora finalizou o encontro, ressaltando o trabalho realizado pela direção do campus, sempre presente e bastante atuante nas instâncias da universidade, e ressaltou a importância da reunião: "momentos como esse aqui têm sido fundamentais para a gente dar visibilidade ao que tem sido feito e proporcionar uma compreensão da atual conjuntura de uma forma geral". A próxima reunião aberta da gestão da Reitoria está prevista para o dia 16/11 no Campus Diadema. Confira aqui todas as datas.


Fotos: Alex Reipert

Lido 350 vezes Última modificação em Sexta, 01 Dezembro 2023 07:45

Mídia