Segunda, 27 Mai 2024 22:36

Unifesp participa de audiência pública em defesa da pesquisa científica

Evento aconteceu na Alesp e foi promovido pela deputada estadual Beth Sahão (PT/SP)

Por José Luiz Guerra

Raiane Assumpção durante audiência pública na Alesp (Foto: Marco A. Cardelino/Alesp)
Raiane Assumpção durante audiência pública na Alesp (Foto: Marco A. Cardelino/Alesp)

Na última terça-feira, 21/5, a Unifesp participou da audiência pública Um ataque à Fapesp é um ataque à ciência brasileira... quem tem medo da ciência?. A atividade foi organizada pela Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Públicas e Institutos de Pesquisa, sob coordenação da deputada estadual Beth Sahão (PT/SP) e ocorreu no Auditório Teotônio Vilela da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Representando a Unifesp estiveram presentes a reitora, Raiane Assumpção, a vice-reitora, Lia Bittencourt, o pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, Fernando Atique, a assessora de Relações Acadêmicas do Gabinete da Reitoria, Isabel Quadros, a vice-diretora da EPM, Marimelia Porcionatto, e a coordenadora da Camara de Pós-graduação e Pesquisa da EPM, Débora Hipólide. Também estiveram presentes representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista, (Unesp), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Associação de Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APQC), União Nacional dos Estudantes (UNE), Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), Associação de Docentes da USP e da Unicamp, entre outros.

Mesa da Audiência Pública na Alesp (Foto: Marco A. Cardelino/Alesp)
Mesa da audiência pública na Alesp (Foto: Marco A. Cardelino/Alesp)

A deputada iniciou a audiência reforçando o papel da Fapesp no apoio às pesquisas produzidas pelas instituições de ensino paulistas e que tem trabalhado para manter o orçamento destinado à fundação de apoio. “A Fapesp é um importante centro para estimular a pesquisa no Estado e não se faz pesquisa sem investimentos, principalmente investimentos públicos”.

Em sua participação, a reitora da Unifesp destacou a importância e o apoio fundamental da Fapesp para a produção do conhecimento. “Todos sabem da necessidade da recomposição orçamentária das universidades federais tanto para o custeio quanto para a infraestrutura, mas temos conseguido fazer pesquisas de qualidade, a partir do fomento e do aporte que a Fapesp tem feito, e que nos colocam em um patamar de produção reconhecido no Brasil todo. Por isso entendemos que o fomento que vem da Fapesp é fundamental para que as Universidades públicas continuem cumprindo com a sua função, que é o de produzir conhecimento para o desenvolvimento da nossa nação”.

Apoio da Fapesp à Unifesp

A Unifesp é uma das instituições de ensino que mais recebe apoio da Fapesp em suas pesquisas. Somente no ano de 2023, a Unifesp recebeu, no total, R$ 77.892.841,28 entre auxílios, bolsas no Brasil e no exterior. Distribuídos da seguinte forma:

Modalidade Quantidade  Valor 
Auxílios  274  R$ 64.299.843,51
Bolsas no Brasil  449  R$ 8.763.727,77
Bolsas no Exterior  59  R$ 4.829.270,00

“A Fapesp é uma entidade reconhecida internacionalmente. Seu plano de ação é estratégico para o Estado e garante a realização de estudos em todas as áreas do conhecimento, o que é imprescindível neste momento em que a convergência de estudos poderá dar conta dos desafios que já estamos enfrentando no mundo”, comenta Fernando Atique, pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa da Unifesp. A importância da Fapesp para a Unifesp e a necessidade de defender a agência de fomento foi ressaltada por Atique aos membros do Conselho de Pós-Graduação e Pesquisa, em sessão ocorrida em 23 de maio.

Mais informações sobre a audiência pública estão disponíveis na página da Alesp.

 

Lido 217 vezes Última modificação em Sexta, 14 Junho 2024 13:12

Mídia