Sexta, 30 Junho 2023 15:26

Diretores reeleitos do Campus Baixada Santista são reconduzidos aos cargos

Odair Aguiar Junior e Gustavo Fonseca reassumem, respectivamente, a diretoria e vice-diretoria

Por José Luiz Guerra

Em cerimônia realizada no dia 29 de junho, Odair Aguiar Junior e Gustavo Fonseca foram reconduzidos, respectivamente, aos cargos de diretor e vice-diretor do Campus Baixada Santista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), para exercerem o mandato de 2023 a 2027. O evento ocorreu no anfiteatro do edifício acadêmico II.

Compuseram a mesa de abertura a pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, Lia Bittencourt, que representou a reitora pro tempore, Raiane Assumpção, o diretor do Campus Baixada Santista, Odair Aguiar Junior, e seu vice, Gustavo Fonseca, a chefe do Departamento de Saúde, Educação e Sociedade e membro do conselho do campus, Sylvia Helena Batista, e o secretário chefe de Gabinete da Prefeitura de Santos, Rafael Oliva, representando o prefeito, Rogério Santos. Também estiveram presentes no evento pró-reitores(as), diretores(as) de campi, unidades acadêmicas e departamentos, servidores(as) docentes e técnicos(as) administrativos(as) em educação (TAEs), estudantes e parlamentares.

Sylvia Batista fez a apresentação dos diretores por meio da leitura de uma carta
Sylvia Batista fez a apresentação dos diretores por meio da leitura de uma carta

Abrindo a cerimônia, Sylvia Batista fez a apresentação dos diretores por meio da leitura de uma carta, na qual destacou a exitosa carreira acadêmica e a grande capacidade de gestão de Odair Aguiar Junior e Gustavo Fonseca. “Apresentar vocês é reconhecer o quanto já construíram com seus méritos acadêmicos e científicos. É reconhecer que ampliaram esses méritos para o campo da gestão, integrando o Instituto de Saúde e Sociedade (ISS) e o Instituto do Mar (IMar), construindo com tantos, tantas e tantes a identidade do Campus Baixada Santista. É reconhecer o quão plurais, diversas e complexas são as nossas identidades no campus, mas em todas aprendemos as cores, os sabores e o cheiro da luta por uma universidade inclusiva, democrática, ética e socialmente referenciada”. Ao final da leitura, a docente desejou uma excelente gestão aos diretores empossados.

Gustavo Fonseca, vice-diretor reeleito do Campus
Gustavo Fonseca, vice-diretor reeleito do Campus

Em seu pronunciamento, Gustavo Fonseca afirmou ser muito especial poder firmar um compromisso com a universidade e com a cidade e citou que a motivação em reassumir o cargo de vice-diretor, ao lado de Odair Aguiar Junior, está no companheirismo. Citou a parceria com a Prefeitura de Santos que, principalmente durante a pandemia, deu todo o apoio para a Unifesp. Destacou que a razão de ser da universidade está nos(as) estudantes de graduação e pós-graduação. Ressaltou também a importância das parcerias com parlamentares que, por meio da concessão de emendas, permitiram a execução dos projetos de extensão e de pesquisas. Agradeceu aos(a) trabalhadores(as) terceirizados(as), servidores(as) docentes e TAEs, reforçando que, sem eles(as), a instituição não funcionaria. Por fim, destacou o trabalho conjunto das direções acadêmicas e administrativas.

Odair Aguiar, diretor reeleito, recebeu o colar doutoral das mãos de Lia Bittencourt
Odair Aguiar, diretor reeleito, recebeu o colar doutoral das mãos de Lia Bittencourt

Após a fala de Gustavo Fonseca, o diretor do Campus, Odair Aguiar, recebeu o colar doutoral das mãos de Lia Bittencourt, que representou na ocasião a reitora pro tempore, Raiane Assumpção.

Odair Aguiar Junior, diretor reeleito do Campus 
Odair Aguiar Junior, diretor reeleito do Campus

Odair Aguiar Junior iniciou seu discurso agradecendo à Reitoria e Pró-Reitorias, aos(as) ex-diretores(as) do Campus Baixada Santista, Nildo Batista, Regina Spadari e Sylvia Batista, aos diretores(as) dos demais campi e unidades acadêmicas, chefes de departamentos, servidores(as) docentes e TAEs e instituições parceiras. O diretor fez uma recapitulação histórica da criação das primeiras instituições de ensino superior no Brasil, no século XIX, voltadas apenas para as elites, até o processo de expansão das universidades públicas e do estímulo à democratização do ensino superior. Lembrou também de sua história de vida humilde e da trajetória acadêmica, sendo o primeiro de sua família a entrar na universidade pública. Após se graduar, cursar doutorado e pós-doutorado na Unicamp, ingressou na Unifesp como docente em 2005 no Campus Baixada Santista, o primeiro da expansão da instituição. “Entendi que havia chegado a hora de retribuir tudo o que a universidade pública fez por mim.” Para ele, estar em um cargo de gestão é uma convocação, tanto pela sua história de vida quanto pela expansão que possibilitou a ampliação do acesso à universidade pública. Odair destacou os cursos de graduação, programas de pós-graduação e projetos de extensão desenvolvidos pelo campus ao longo dos 19 anos de existência. Ele também agradeceu a presença de sua esposa e filhos, reforçando a importância e suporte dado em todos os momentos.

Eduardo Jaravotti Filho, diretor administrativo do Campus
Eduardo Jaravotti Filho, diretor administrativo do Campus

O diretor reforçou ainda que os(as) estudantes são a razão de ser da universidade e que precisam ter suas demandas ouvidas. “Temos que lutar pela permanência estudantil, pela permanência da política de cotas, por melhores condições para que os(as) estudantes tenham mais acesso à universidade”. Finalizando sua fala, cumprimentou e agradeceu o apoio dos(as) parlamentares e, à comunidade acadêmica, afirmou que o compromisso da direção continuará perdurando. ‘É por vocês que a gente faz e temos que fazer bem feito, e se não fizermos bem feito, temos que ser cobrados”.

Igor Medeiros, diretor do IMar
Igor Medeiros, diretor do IMar

Eduardo Jaravotti Filho, diretor administrativo do campus, fez uma breve saudação aos diretores empossados e afirmou que pessoas como eles entendem o conceito de serem servidores públicos e destacou que a nova direção, juntamente com toda a equipe acadêmica e administrativa, fará a diferença na Baixada Santista. Igor Medeiros, diretor do IMar, cumprimentou a comunidade e reconheceu o brilhante trabalho realizado nos últimos quatro anos, destacando a capacidade de resolução dos problemas que apareciam, agradeceu pelos anos de aprendizado, desejou sucesso para a próxima gestão e se colocou à disposição para o que for necessário. Na mesma linha, Fernando Kinker, diretor do ISS, ressaltou que a recondução de Odair e Gustavo ocorreu por meio da vontade de boa parte da comunidade, uma vez que foram produzidos processos de melhorias na universidade, que precisam ser continuados. Kinker destacou que, apesar da grave restrição orçamentária, a gestão conseguiu, por meio de parcerias, dar andamento às atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Fernando Kinker, diretor do ISS
Fernando Kinker, diretor do ISS

Rafael Oliva, que representou o prefeito Rogério Santos, disse ser uma honra poder participar da cerimônia, relembrou as atividades desenvolvidas em parceria com a Unifesp ao longo dos últimos anos e destacou que a prefeitura e o campus trabalham para tentar garantir a moradia estudantil. “Trago o pedido do prefeito para expressar o profundo agradecimento pela parceria entre a Unifesp e a cidade de Santos, principalmente pelo compromisso e dedicação da Unifesp com o ensino, pesquisa e extensão, que tem desempenhado papel fundamental no desenvolvimento de nossa cidade”. Oliva reforçou ainda a estreita relação da Unifesp com a comunidade desde a criação do campus, levando adiante projetos que visam ao avanço científico e ao aprimoramento da qualidade de vida e, em nome da população santista, agradeceu pela parceria contínua e frutífera.

Rafael Oliva, secretário chefe de Gabinete da Prefeitura de Santos 
Rafael Oliva, secretário chefe de Gabinete da Prefeitura de Santos

Finalizando a solenidade, Lia Bittencourt cumprimentou os(as) presentes na cerimônia e destacou que o carinho e apreço pelo Campus Baixada Santista, o primeiro da expansão da Unifesp, são percebidos por todos os cantos da Unifesp e ressaltou que o campus nasceu de forma madura. “A partir da vontade e da luta da sociedade local, a universidade pública se instala na Baixada Santista. Assim sendo, já nasce sem a preocupação da aproximação com a sociedade, pois ele é fruto da sociedade”.

Lia Bittencourt, pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, representou a reitora pro tempore, Raiane Assumpção
Lia Bittencourt, pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, representou a reitora pro tempore, Raiane Assumpção

A pró-reitora lembrou que o campus tem vocação de interdisciplinaridade e interprofissionalidade, formando recursos humanos com competência e integralidade do cuidado, de acordo com as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) e reverenciou o professor Nildo Batista, idealizador do projeto político-pedagógico do campus. Agradeceu a parceria com a Prefeitura de Santos, não só em relação ao suporte de infraestrutura como também na parceria de políticas públicas. Destacou também a importância de cada um(a) dos(as) diretores(as) do campus desde a sua criação, além dos projetos de extensão criados e desenvolvidos ao longo dos 19 anos de existência do campus. Sobre os diretores, destacou a capacidade, comprometimento e competência de Odair Aguiar Junior e Gustavo Fonseca. “O Campus Baixada Santista está e estará em boas mãos”, finalizou.

Fotos: Alex Reipert

Lido 1114 vezes Última modificação em Terça, 11 Julho 2023 12:06

Mídia