Quarta, 16 Agosto 2023 14:34

Unifesp apresenta parceria com Amaro Aviation na Labace 2023

Cooperação entre a empresa de aviação visa construir diretrizes para um melhor transporte de órgãos e tecidos humanos no Brasil

Por Valquíria Carnaúba

Estudantes de graduação da Escola Paulista de Medina (EPM/Unifesp) e Escola Paulista de Enfermagem (EPE/Unifesp) anunciaram, entre os dias 8 e 9 de agosto, durante a Annual Latin American Business Aviation Conference & Exihbition (LABACE 2023), as melhorias que estão sendo promovidas no transporte aéreo de órgãos e tecidos graças a uma parceria entre a Unifesp e a Amaro Aviation. Ele(a)s fazem parte da Liga de Transplantes e Residentes do Programa de residência Multiprofissional em Captação e Transplante de órgãos da universidade.

As empresas aéreas brasileiras transportaram, gratuitamente, entre 2014 e 2023, mais de 60 mil itens para transplantes, entre órgãos, tecidos e outros materiais). Os dados, da Central Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde, revelam o papel social importante das empresas aéreas brasileiras.

Após sua retirada, os órgãos suportam muito pouco tempo sem circulação sangüínea. Pulmões e coração, por exemplo, suportam de quatro a seis horas; já fígado e pâncreas, entre 12 e 24 horas, rim de 24 a 48horas e, por fim, córneas, que duram no máximo sete dias. Além disso, muitas vezes, a distância entre a coleta do item e o paciente que precisa dele é grande, exigindo um deslocamento mais rápido.

“Estamos trabalhando junto à associação brasileira de aviação geral (ABAG) na construção de diretrizes para um melhor transporte de órgãos e tecidos humanos no Brasil. Esse movimento já tem acontecido faz algum tempo, com o apoio da Secretaria Estadual de Saúde e da Central Estadual de Transplantes. Mesmo com toda a estrutura disponível, ainda passamos por muitos problemas, por vezes na sala de embarque, por vezes procurando gelo para colocar nas caixas. À medida que passam os anos, vamos tentando resolver com as autoridades competentes”, explica Bartira de Aguiar Roza, Professora Associada da EPE/Unifesp.

De acordo com Janine Schirmer, professora titular e diretora da EPE/Unifesp, as parcerias estabelecidas entre a Unifesp e a aviação brasileira se intensificaram há cerca de quatro anos. “Ainda que possamos contar com financiamento público para esse tipo de transporte, fomos em busca de parcerias que resultem na captação de mais recursos, visando a melhoria do processo de doação e transplantes”, finaliza.

WhatsApp Image 2023 08 09 at 13.44.40
Estudantes da Liga de Transplantes e Residentes do Programa de residência Multiprofissional em Captação e Transplante de órgãos da Unifesp (foto: arquivo pessoal)

Lido 854 vezes Última modificação em Quarta, 30 Agosto 2023 14:38

Mídia