Sexta, 06 Outubro 2023 14:02

Seminário discute papel da autoavaliação institucional

No evento, também foi lançado o relatório da CPA sobre o Questionário Institucional preenchido pela comunidade em 2022

Por Valquíria Carnaúba

1
A reitora da Unifesp, Raiane Assumpção, e o presidente da CPA, Rogério Schlegel (foto: Alex Reipert)

Na segunda-feira (2/10), das 14h às 18h, foi realizado no auditório térreo da Reitoria o seminário Construindo a Autoavaliação Institucional. O encontro aconteceu em formato híbrido, com transmissão on-line pelo canal da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (ProPGPq) no YouTube, junto ao lançamento do relatório sobre o Questionário Institucional 2022 da Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Unifesp. O intuito foi discutir desafios, limites, métodos e práticas da autoavaliação institucional.

A abertura do evento foi realizada pela reitora da Unifesp, Raiane Assumpção, e pelo presidente da CPA, Rogeério Schlegel, professor de Ciência Política na Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH/Unifesp) - Campus Guarulhos. Palestraram, também, na sequência, Magali Silvestre, especialista em avaliação e professora do Departamento de Educação da Unifesp, Fernando Atique, pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, e Marilena Rosalen, coordenadora de Desenvolvimento Docente da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd).
 
De acordo com a reitora, Raiane Assumpção, a CPA - com sua composição multicampi - deu um passo muito importante nos últimos anos, revelando o quanto essa avaliação deve contribuir para o repensar institucional. "Pelo fato da universidade ser um local de produção do conhecimento, torna-se um desafio construir para si mesma e avaliar a própria forma de realizar todas as atividades de ensino, pesquisa e extensão".

Schlegel, presidente da CPA, relembra que está há quatro anos à frente desse trabalho. "A ideia de construção de um processo é o que nos une aqui hoje.  A autoavaliação é uma exigência da legislação para as instituições de ensino superior , e temos sido bem sucedidos nisso. Mas temos a ambição de ir além do que a lei exige. Temos potencial para fazer diferença no aprimoramento dos processos e estruturas de uma universidade de excelência como a Unifesp", afirmou.

A íntegra do relatório pode ser acessada aqui.

Lido 513 vezes Última modificação em Terça, 24 Outubro 2023 13:50

Mídia