Sexta, 17 Fevereiro 2023 15:11

Patricia Hill Collins será visitante no PPG em Ciências Sociais da EFLCH/Unifesp

Socióloga contribuiu para consolidar o conceito de interseccionalidade na reflexão internacional sobre raça, gênero e desigualdades socioeconômicas

O Programa de Pós-Graduação (PPG) em Ciências Sociais da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH/Unifesp) - Campus Guarulhos receberá, entre os meses de maio e junho de 2023, a visita da socióloga e professora emérita da Universidade de Maryland, Patricia Hill Collins. Promovida pelo Programa de Especialistas da Fundação Fulbright, com apoio da Associação Nacional de Pesquisa em Ciências Sociais (Anpocs), a visita incluirá a realização de palestras e o desenvolvimento de outras atividades para estreitar seus laços com o Brasil e com o PPG em Ciências Sociais da EFLCH/Unifesp.

“Patrícia Hill Collins é referência central para os estudos contemporâneos sobre desigualdade. É uma grande honra para o nosso programa recebê-la, ainda mais considerando que houve uma escolha consciente da parte dela, que foi convidada pela Fulbright e se interessou em se aproximar e colaborar com nosso programa”, declarou Melvina Afra Mendes de Araújo, coordenadora do Pós-Graduação em Ciências Sociais da EFLCH/Unifesp.

Patricia Hill Collins ganhou destaque nos estudos sobre desigualdade com seu livro Black Feminist Thought, de 1990 (em português, Pensamento Feminista Negro, publicado pela editora Boitempo), que venceu diversões prêmios, em especial o da Associação de Sociologia dos Estados Unidos. Na obra, Collins apresenta sua teoria da interseccionalidade das formas de opressão – raça, classe, gênero e sexualidade – argumentando que essas ocorrem simultaneamente, constituindo-se como forças mutuamente constitutivas que compõem um sistema abrangente de poder. A partir dessa ideia, multiplicaram-se os estudos em que, em lugar de apostar em uma hierarquia das assimetrias e condições de exclusão, investigadores(as) sociais passaram a entender as questões raciais, de classe, de gênero e de sexualidade como interativas e complementares. Collins também contribuiu para reforçar a visão de que intelectuais não ocupam espaço neutro, mas produzem discursos e conhecimento a partir do lugar que ocupam.

Em sua pesquisa recente, Collins sugere que a interseccionalidade seja vista como uma teoria social crítica capaz de abordar problemas sociais contemporâneos e apontar as mudanças necessárias para solucioná-los. Em Bem mais que ideias (Boitempo, 2022), a socióloga apresenta um conjunto de ferramentas analíticas para impulsionar essa mudança.

“Patrícia Hill Collins é referência central para os estudos contemporâneos sobre desigualdade. É uma grande honra para o nosso programa recebê-la, ainda mais considerando que houve uma escolha consciente da parte dela, que foi convidada pela Fulbright e se interessou em se aproximar e colaborar com nosso programa”, declarou Araújo.

Collins atualmente é professora emérita da Universidade de Maryland. Entre as realizações de sua carreira, repleta de reconhecimento e prêmios, ela foi a 100º presidenta da Associação de Sociologia dos EUA e a primeira mulher afro-americana a ocupar o posto. A visita da pesquisadora entre maio e junho deste ano deverá contar com eventos abertos ao público, que serão divulgados pelo portal da Unifesp e pelo site do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da EFLCH/Unifesp.

 

Lido 3487 vezes Última modificação em Terça, 02 Mai 2023 14:24

Mídia